Akiba's Trip: Hellbound & Debriefed

Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed

Com o abandono da Sony do mercado das consolas portáteis criou-se uma espécie de mobilização geral para a Nintendo Switch. Embora a PS Vita tenha tido uma vida útil de mercado relativamente curta, comparativamente com a PlayStation Portable, a verdade é que a transição de alguns títulos – que tinham nascido com a primeira consola portátil da Sony -, acabaram por transitar naturalmente com a sua sucessora, mas com a perda de suporte prematuro da Sony à PS Vita, tornou-se rapidamente evidente que a consola acabaria por perder o interesse das grandes massas.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Hoje o papel da Nintendo Switch, para além de suportar todos os trunfos da Nintendo e de oferecer a possibilidade de jogar multiplataformas de forma portátil, é o de colher também alguns dos títulos que encaixavam perfeitamente na filosofia das consolas portáteis da Sony, o que volta e meia acabam por chegar títulos que tiveram relativo sucesso no passado durante aquele período.

.

É o caso de Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed que chega de forma melhorada, adaptada aos padrões actuais e com visuais em alta definição, dez anos depois do lançamento original com Akiba’s Trip Plus – como ficou conhecido no Japão.

Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed é apesar de tudo um jogo da época, feito para uma consola portátil, e de baixos recursos estruturais. Dez anos depois, a pergunta que certamente ficaria no ar para quem se depara num frente a frente com as primeiras imagens, seria seguramente se valeria a pena resgata-lo do baú, um jogo com uma estrutura vindo de um território diferente, e trazê-lo de certa forma novamente ao activo.  Mas para essa pergunta certamente haverão várias respostas, entre elas uma nova visão para a série depois do sucesso do segundo título, com uma nova tentativa de penetrar no mercado, e claro, tentar colar o público de Persona e derivados.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

É seguramente dos enredos mais mirabolantes que já surgiram na Switch, e que garantida até ao final da vida da consola terá uma palavra a dizer, mas a zona comercial Akihabara está a ser rodeada de criaturas sobrenaturais, onde o papel do jogador passa essencialmente por expor a identidade de criaturas vampíricas autodenominadas de Shadow Souls disfarçadas de humanos. Para o fazer, o jogador terá de lutar contra elas, ao ponto de as deixar sem roupa, e simplesmente deixar a luz do sol fazer o resto. Em contrapartida, uma das fraquezas do protagonista que o jogador também comanda, é precisamente também essa: o sol. A partir de certa altura a escolha passa a ser inteiramente do jogador, e de que lado irá estar.

Visualmente apesar de ter levado um claro e notório trabalho de melhoramento há coisas que simplesmente não havia volta a dar, sobretudo pela estrutura das ruas, as lojas, os locais de algum movimento. As animações são pobres, os combates chegam a ser hilariantes de tão ruins. Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed tem a benesse de não se levar a sério, e isso sente-se em toda a estrutura, e talvez seja isso que não torna toda a experiência quer de animação, quer de jogabilidade, um pouco mais dura.

patreon

Considerações Finais

Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed é um levantar de ancora submersa bem lá no fundo do oceano que deu como ponto de partida há dez anos um estilo que encaixou perfeitamente dentro dos padrões da época.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Hoje, mesmo com o modelo revisto, a experiência não é assim tão primorosa, não por causa das melhorias que levou e pela adaptação aos tempos actuais, mas simplesmente a estrutura do jogo não encaixa actualmente numa consola com capacidade de ser híbrida e com capacidade de oferecer muito mais. Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed é um jogo simples, que não se leva muito a sério, o que pode vir a ser divertido, mas também caricato em algumas situações.

Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed ficará disponível para Nintendo Switch e PlayStation 4 no dia 23 de julho de 2021.

nota 2
Clica na imagem para mais informação sobre as nossas classificações

+ Estrutura de Akihabara
+ Lado humorístico
+ Possibilidades de escolha

– Sistema de combate desajeitado
– História completamente disparatada
– Ritmo de jogo estrambólico

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

N.R.: A análise a Akiba’s Trip: Hellbound & Debriefed foi realizada numa Nintendo Switch com acesso a uma cópia do jogo, antes do seu lançamento, disponibilizada pela Decibel PR