05AP5L33VOE

No caso particular deste smartwatch a idade deve situar-se entre os 15 e os 25 anos. Não estamos a falar da idade do equipamento em si, mas dos consumidores para os quais se destina.

Parece claro que a Alcatel tenta chegar com o Go Watch até junto dos adolescentes e jovens adultos. São utilizadores que preferem dispositivos práticos e resistentes a gadgets topo de gama e cheios de ‘vidrinhos’.

O relógio tem um design de linhas grossas e bastante robustas. É totalmente construído em plástico, mas permite que os utilizadores troquem os braceletes.

Ao nível de funcionalidades garante o mínimo que se espera de um smartwatch: notificações instantâneas, monitorização de caminhadas ou corridas e tem ainda um leitor de batimentos cardíacos para que o utilizador possa manter um registo deste elemento da sua saúde.

Se por um lado o software é bom por ser agnóstico, querendo isto dizer que funciona com Android e iOS, por outro lado o facto de ter um sistema operativo proprietário limita-o. As aplicações que vêm de origem são as que estão disponíveis. O facto de o relógio não ter Wi-Fi para poder receber notificações mesmo estando longo do telemóvel também um ponto negativo.

 

No geral parece-nos que o Go Watch é um bom relógio de entrada de gama. A Alcatel podia ter sido mais agressiva no preço já que não há ali nenhum elemento que justifique o valor de 110 euros: se tivesse optado pelos ’99 euros’ estaria com um posicionamento mais direcionado e, na nossa opinião, mais correto.

Mas acima de tudo o equipamento cumpriu bem nas suas principais funcionalidades e por isso é um smartwatch que deve considerar caso esteja a pensar em investir nesta categoria de produtos.



Alcatel Onetouch Go Watch
Smartwatch todo o terrenoBraceletes intermutáveisTrês dias de autonomia? Bem bom
Hardware básicoLimitado nas aplicaçõesNão tem Wi-Fi
6.8Em 10
Design e construção6
Ecrã6
Durabilidade8
Autonomia8
Funcionalidades7
Software6
Votação do Leitor 3 Votos
7.3
Sem mais artigos