Nem só de dispositivos Android se fazem os anúncios da Alcatel no Mobile World Congress. A marca também decidiu apresentar apostas ligadas ao ecossistema Windows e aqui o objetivo é claro: tentar captar a atenção de clientes no mercado empresarial que continuam a preferir o sistema operativo da Microsoft.

A maior das novidades é o Alcatel PLUS 12, um dispositivo 2-em-1 que tenta garantir a portabilidade de um tablet e a produtividade de um portátil. O suporte para redes 4G torna o PLUS 12 num dispositivo ‘ubíquo’ e ajuda-o a diferenciar-se de muitos outros tablets Windows 10 que já existem no mercado.




O teclado e o ecrã estão unidos por um sistema magnético, mas o utilizador pode separá-los quando achar mais conveniente para as tarefas que está a realizar. É o teclado que garante as capacidades 4G ao tablet e é também o teclado que ajuda a prolongar a autonomia do Alcatel PLUS 12 ao adicionar-lhe 2.580 mAh de bateria ‘extra’.

O tablet em si já tem uma bateria de 6.900 mAh, que deverá ser suficiente para aguentar um dia de trabalho. O Alcatel PLUS 12 vem equipado com um processador Intel Celeron N3350, ecrã Full HD de 11,6 polegadas, 4GB de memória RAM, 32GB de armazenamento interno aos quais se juntam mais 32GB num cartão microSD que vem integrado de origem. Há ainda uma câmara fotográfica de cinco megapíxeis que vai ser valiosa na realização de videoconferências.

O equipamento 2-em-1 garante ainda um conjunto de portas multimédia: USB-C, micro-HDMI e USB-A. Destaque para a inclusão de um leitor de impressões digitais que permite acrescentar uma camada de segurança extra ao equipamento, assim como um método mais simples para a autenticação.

Além do Alcatel PLUS 12, a marca também anunciou que o Alcatel Idol 4s na sua versão Windows 10 – conhecido como Alcatel Idol 4 Pro -, vai deixar de ser um exclusivo do mercado norte-americano e vai chegar à Europa.

Em comunicado a Alcatel informa que o Alcatel 4 Pro vai ficar disponível em junho, enquanto o Alcatel PLUS 12 só fica disponível em julho. Não foram revelados preços para os equipamentos.

Mobile World Congress 2017

Sem mais artigos