9 de Novembro de 2010. Lembram-se desta data? É normal que não vos diga nada. Mas nós estamos aqui para ajudar, foi neste dia que viajamos até 1961 e participamos numa operação clandestina ao serviço da CIA. Viajamos por diferentes localizações em todo o mundo enquanto conhecíamos a nova vertente da franquia Call of Duty. COD: Black Ops chegava ao mercado para Xbox 360, Windows PC e PlayStation 3.

Quase 10 anos depois chegou ao mercado Call of Duty Black Ops 4. O novo título, publicado pela Activision e desenvolvido pelo estúdio Treyarch, apresenta-se ao público com a maior alteração alguma vez feita num título da franquia. Desta vez não viajamos para lado nenhum nem temos grande história para viver. Blacks Ops 4 deixou de lado o modo campanha em prol de um modo Battle Royale de forma a tentar reconquistar os fãs de first-person shooters que fugiram em direção a jogos como Fortnite.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Mas nem tudo foi deixado de lado, num jogo inteiramente dedicado à comunidade online, os zombies continuam e neste modo de jogo até podemos aniquilar mortos-vivos no HRM Titanic. Existe também um novo modo de jogo online que nos faz lembrar Counter Strike mas vamos por partes.

 

Online ou Online: Eis os modos de jogo

Tal como no título anterior, em Black Ops 4 vai ter a oportunidade de escolher diferentes personagens para enfrentar o mundo online. Os especialistas são agora 10 e cada um deles apresenta características diferentes bem como uma arma especial que muda de personagem para personagem. Este pormenor faz com que a comunicação seja chave para Black Ops 4 pois terá que escolher, em conjunto com os seus colegas de jogo, quem é que leva quem. Cada pelotão não pode ter especialistas repetidos, escolha bem.

É com estes especialistas que vai ter um dos únicos pedaços de história presentes no novo shooter da Activision. Cada personagem tem um dossier e como jogador vai ter a oportunidade de explorar este dossier e conhecer o passado, segredos e motivações de cada um dos especialistas. A exploração de cada dossier será feita através de missões especiais onde vai descobrindo cada vez mais informação sobre a personagem. Aqui vai encontrar algumas cut scenes que no nosso caso nos fizeram suspirar de forma nostálgica enquanto nos lembramos das boas narrativas que geralmente acompanhavam esta franquia.  

Como já dissemos anteriormente o jogo baseia-se no online, e os servidores funcionam quase perfeitamente, por isso caso seja daquelas pessoas que não gosta de estar conectado a rede enquanto joga nem vale a pena pensar e adquirir o novo Black Ops 4. Por outro lado, caso maior parte das horas que passa a jogar sejam gastas em modos online este novo Call of Duty é capaz de ser ideal para si. O online apresenta-se com vários modos de jogo que vão desde o clássico Team DeathMatch até ao novo modo Heist. Fique a conhecer alguns destes modos:   

Search and Destroy – Oito a dez jogadores com uma única missão. Destruir o objetivo. Neste modo de jogo quando for atingido fatalmente fica-se por aí e terá que esperar pela próxima ronda.

Free for All – Sozinho. É você contra o mundo. Aqui tem que atingir a meta da pontuação para ser o grande vencedor. Entre 6 a 8 jogadores.

Domination – 3 áreas para capturar. Pontos para a equipa que esta a controlar cada área onde mais tempo de controlo e mais áreas controladas significa mais pontos. Aqui podem jogar entre 8 a 10 pessoas.

Call of Duty Blacks Ops 4

Kill Confirmed – Entre 10 a 12 jogadores. Neste modo não chega aniquilar os inimigos, tem também que colecionar as tags dos corpos que vai encontrando no chão de modo a pontuar ainda mais. Este modo conta com 12 mapas diferentes.

Heist – Lembram-se do tal modo que nos faz lembrar Counter Strike? É este. Não, não temos terrorista e contra-terroristas. Nem bombas tempos. A mecânica deste novo modo em Call of Duty: Black Ops 4 é bastante simples, começa a ronda e tem que adquirir equipamento, arma principal, secundária e outros objetos como granadas de fumo ou mesmo coletes de proteção. Quanto mais inimigos matar mais dinheiro ganha para na próxima ronda fazer upgrade ao seu arsenal, mas não se preocupe porque caso acabe por ser morto continua com as armas que comprou na ronda seguinte.

O objetivo passa por chegar primeiro a um saco de dinheiro e conseguir extrair esse mesmo saco através de um helicóptero que vai estar à sua espera do ponto de extração.

8 a 10 jogadores e ganha a equipa que primeiro conseguir a vitória em 4 rondas.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Zombies, zombies e zombies. Temos zombies para todos os gostos.

Os mortos-vivos estao de volta a Call of Duty. Desta vez com mais modos de jogo e com uma experiência melhorada. Em Black Ops 4 temos a oportunidade de nos juntar em grupos de 4 jogadores para combater a invasão zombie em dois tipos de história diferentes.

Call of Duty Blacks Ops 4

O clássico Aether continua presente embora com novas descobertas para desbloquear à medida que evolui na história. No entanto existe uma nova história, Chaos é a nova storyline, aqui vamos poder seguir uma narrativa enquanto descobrimos mais sobre uma conspiração de tempos há muito passados.

Uma das histórias presentes no modo zombie de Call of Duty permite-nos viajar até ao mundialmente famoso Titanic. Aqui vamos lutar zombies enquanto tentamos perceber mais sobre um misterioso artefacto, não se preocupe com o iceberg e entre neste modo de jogo com atenção redobrada os zombies são tudo menos amigáveis! Caso tenha um tempo livre entre investidas de mortos-vivos preste atenção aos detalhes fantásticos do mapa criado pelo estúdio Treyarch.

Em zombies existem outras histórias e até um modo beginners para os jogadores menos experientes, aconselhamos que comece por aqui pois se não esta habituado a este modo de jogo o tutorial pode não ser suficiente.

Por fim sobre este modo queremos apenas contar que poderá dar asas à sua imaginação e criar o seu próprio zombie no modo custom mutation. Se o fizer mostre-nos o resultado!

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Blackout: A tentativa de headshot ao Fortnite

Acreditamos que o modo de jogo Battle Royale não precisa de apresentações, mas para os mais distraídos aqui vai: Um mapa de grandes dimensões, um grupo de jogadores (sozinhos ou divididos por equipas) e a luta pela sobrevivência. Todos começam com o mesmo material, nada, e ganha aquele jogador ou equipa que chegar ao fim. O sobrevivente de NukeTown.

Blackout é isto, um Battle Royale bem pensado e ao modo de Call of Duty. Diríamos mesmo que Blackout junta as melhores partes que o online multiplayer de Call of duty teve para oferecer até aqui e ainda adiciona mais uns pormenores que fazem toda a diferença.

O modo de jogo Blackout decorre no maior mapa alguma vez feito para um Call of Duty, temos rio, zona costeira, zonas residenciais e zonas industriais. Até uma barragem temos.

Call of Duty Blacks Ops 4

Se estão habituados a jogos como Fortnite e pensam que se podem esconder nos arbustos enquanto estão a jogar Blackout podem começar a pensar numa nova estratégia pois os arbustos não permitem que um jogador se esconda dentro dos mesmos. Mas neste mapa gigante o que não faltam são locais onde se pode abrigar, tem vegetação mais alta ou caso esteja a ser perseguido pode mergulhar no rio que divide o mapa para evitar os tiros.

Num mapa destas dimensões caso tivesse que se deslocar a pé muito provavelmente acabaria por ser apanhado pela tempestade mais facilmente, por isso em Blackout (se tiver sorte) tem a possibilidade de encontrar motas de 4 rodas, helicópteros ou até mesmo barcos.

Como dissemos anteriormente, Blackout é um modo bem pensado para tentar acabar com a supremacia de Fortnite quando falamos em shooters. Oferece-nos tudo o que Call of Duty sempre ofereceu e aproveita o hype em torno de jogos Battle Royale para fazer crescer a franquia. No entanto, e neste modo é mais visível, somos da opinião que o último título da Activision podia ter sido mais polido no que toca ao aspeto gráfico. Embora as armas e o interior dos edifícios estejam com um aspecto surpreendente tudo o que é paisagens exteriores acabam por ficar um pouco aquém das expectativas, mesmo usando um ecrã 4K com uma performance de topo as árvores não são tão detalhadas quanto já o foram e paisagens mais distantes acabam por perder um pouco do realismo que estamos habituados na franquia Call of Duty ou até noutros jogos do género. 

Considerações finais

Call of Duty: Black Ops 4 é um daqueles jogos que lhe vai agradar caso seja fã incondicional de first person shooters ou caso tenha entrado na moda que são os Battle Royale.

Como já foi dito anteriormente, se o maior proveito que tira deste tipo de jogos são as suas narrativas e a forma como geralmente fazem com que os jogadores se envolvam na história que esta a ser contada acreditamos que seja melhor pensar bem antes de adquirir o título da Activision. O Battle Royale pode ter chegado mas o modo campanha ficou para trás o que para nós é a grande falha deste Black Ops 4.  

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Enquanto jogos como Call of Duty: Modern Warfare são títulos que ficam para sempre na memória dos fãs da série e que merecem estar na coleção mesmo depois de se acabar a história e de evoluir naturalmente para um título mais recente acreditamos que este Black Ops 4 será esquecido com o passar do tempo, principalmente se a Activision repensar o que fazer em futuros títulos e presentear os fãs com um modo Battle Royale lado a lado com um modo campanha.

 

N.R.: Esta análise foi realizada numa PlayStation 4 Pro com uma cópia da versão final do jogo disponibilizada pela PlayStation Portugal

Call of Duty: Black Ops 4
Modo Battle Royal: Mapa impressionanteModo online bem desenvolvidoAção pura: Novo modo Heist
Gráficos pouco polidos em algumas situaçõesUma falha enorme: Sem modo campanha
7EM 10
Votação do Leitor 0 Votos
0.0
Sem mais artigos