Antes de começar a falar no jogo em si, tenho que falar no hype da F1 este ano. Este hype não vem por acaso, muita gente voltou a acompanhar a Formula 1 durante esta temporada e tal evento muito se deve ao Netflix e ao seu documentário: Formula 1: Drive to Survive.

A série documentário mostrou, e mostra, o outro lado da F1… Os bastidores e sobretudo a luta no meio da tabela até ao último lugar da mesma, todo o drama. E se nos últimos anos o público tem-se afastado cada vez mais deste desporto pela falta de emoção, o GP da Austria a semana passada e o documentário do Netflix ajudaram as pessoas a perceber que a emoção ainda existe na Formula 1, estavam apenas a olhar para o lugar errado.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

O acompanhamento da F1 pela Elevens Sports, feita com enorme qualidade aliada aos podcast de F1, o Última Chicane e o Bandeira Amarela trouxeram todo um engagement para a modalidade o que originou até ligas criadas por fãs que se vão conhecendo nas redes sociais durante a transmissão dos GPs ao longo do ano… Agora juntam-se nestas ligas amadoras, mas cheias de emoção, para jogar o modo online de F1 2019

Fórmula 1 2019 , Parabéns Codemasters!

Um novo jogo da série acaba de ser lançado e desta vez quase dois meses antes do habitual, ou seja isto faz com que o novo título da Codemasters seja lançado com a corrente época de Formula 1 ainda na sua fase inicial.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Tenho que ser honesto com todos vocês que estão a ler a minha análise a este novo simulador de condução… F1 2019 é a melhor experiência de Fórmula 1 que me recorde e joguei quase todos os títulos do género… Desde o Grand Prix Circuit, Ferrari Formula One, Nigel Mansell, na velhinha Spectrum, até aos mais recentes da Codemasters.

Prost, Senna, Legends e muita história

A produtora do jogo decidiu dar aos fãs um pouco de história, aliás da história da F1 e trouxe para o jogo alguns nomes conhecidos a nível mundial, daqueles nomes que mesmo quem nunca acompanhou a modalidade já ouviu falar. Ter no jogo Ayrton Senna e Prost é só por si algo que nos faz vibrar com a possibilidade de enfrentar um dos rivais na pista. São oito desafios que se apresentam com objetivos bem distintos, podem variar entre fazer ultrapassagens ou mesmo percorrer uma distância predeterminada num tempo limite.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A rivalidade entre os dois é um marco histórico da Formula 1, com corridas que ficaram na memória de todos, e drama a cada curva… A época de 1989 é uma das que mais me marcou, se nunca tiveram curiosidade de pesquisar pela rivalidade destes dois grandes senhores do desporto motorizado fiquem com alguns dos melhores momentos da tal época de 1989.

Além dos desafios e duelos podemos ainda pilotar o McLaren MP4/5B. Este carro talvez seja o mais mítico de sempre na história da Formula 1, com seu motor V10 da Honda, mas se é fã da Ferrari pode e deve recordar o motor V12 presente no Ferrari 641 de Prost.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A verdade é que quando conduzimos um destes carros, ou qualquer um dos carros de épocas passadas conseguimos perfeitamente perceber as diferenças na condução bem como o barulho distinto dos motores. Ao aproximar de cada curva, assim que nos preparamos para entrar na zona de travagem percebemos que cada um dos carros tem um comportamento diferente, mesmo quando estamos numa das provas da atual época… Conduzir um Ferrari é completamente diferente de conduzir um dos carros da equipa americana Haas.

Modo Carreira com muita história…

O caminho trilhado por jogos como o NBA 2K19 ou mesmo o FIFA, com triologia que seguia a vida de uma personagem fictícia que dava os primeiros passos na carreira profissional de futebolista, abriram caminho para outros jogos de outras modalidades desportivas começarem a apostar nestes modos de história com narrativas mais interessantes e algumas decisões in game que podem afetar o futuro da personagem em questão. F1 2019 não fica para trás no que toca a modo de história e apresenta-se com um modo carreira onde estamos na pele de um jovem piloto que dá agora os primeiros passos na Formula 1… Tudo o que dizemos ou fazemos vai afetar o nosso futuro no topo da F1.

Embora os diálogos sejam muito próximos daquilo que eram em 2018, e até a jornalista é a mesma, existe uma grande novidade neste modo carreira, a Fórmula 2 chegou e faz com que o nosso jovem piloto tenha que começar neste escalão antes de saltar para o maior palco do desporto motorizado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Como acabamos de dizer, no modo carreira é mesmo pela F2 que começamos (se o jogador quiser pode ignorar esta opção). Durante o curto espaço de tempo que passamos na F2 temos apenas 3 desafios, em três pistas diferentes, onde ficamos a conhecer o nosso rival e onde vamos trilhar caminho para a ascensão aos palcos da Fórmula 1.

Embora no modo carreira a F2 tenha uma passagem curta, não se assustem, se são fãs deste escalão podem sempre fazer um campeonato inteiro de F2 mas fora do modo carreira. Teria sido interessante ver a Codemaster a criar toda uma época de F2 onde só os melhores iram subir à F1…

Start Your Engines…

Criamos a nossa personagem e escolhemos uma academia, cuidado nesta escolha pois existem marcas que têm o mesmo fornecedor de motor ou ligações com algumas das equipas de topo e esta escolha vai ter consequências na escolha do melhor contrato na F1.

Depois disto temos que escolher a nossa equipa de Fórmula 2 para dar inicio ao cerca de 40 minutos de história onde a nossa personagem ainda se encontra na Fórmula 2. A história está bem construída, com 3 desafios que nos podem levar ao título de campeão do mundo de F2.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Não me vou adiantar mais sobre esses desafios, será muito mais interessante jogarem, sem espreitar no YouTube, e perceberem por vocês mesmos que desafios é que têm que ultrapassar durante aqueles 40 minutos de adrenalina F2. Uma posso garantir, além de uma boa narrativa é muito agradável conduzir os carros de F2 pois todos eles têm as mesmas características técnicas, chassis e motor o que torna as coisas bem mais interessantes do que na F1 onde os pilotos muitas das vezes não conseguem chegar às posições cimeiras porque os carros das equipas que representam não andam mais que aquilo…

Tal como já tinha acontecido em 2018, voltamos a ter a mesma cara nas entrevistas pós competição. Estas entrevistas no final da corrida tornam o jogo mais real, com respostas que podem dar reputação de várias formas… boa ou má, a escolha é vossa!

 

É aqui que F1 2019 poderia ter visto melhoramentos, a história com o nosso engenheiro chefe, as perguntas da repórter ou até mesmo os momentos com a nossa manager não viram grande alteração desde o ano passado. Mas ao mesmo tempo que isto pode ser visto como um ponto negativo temos que pensar que muito provavelmente a Codemasters preferiu alocar recursos para o desenvolvimento da experiência de condução e para o multiplayer… neste modo existe até uma competição oficial de ESports F1 2019

Voltando à narrativa… Caso passem o desafio da F2 são convidados a analisar as várias propostas que receberam de equipas F1. Lembram-se da tal academia que escolheram ao início? As equipas com ligações a essa mesma academia são as que vão enviar melhores propostas para o nosso primeiro contrato na F1.

Ao mesmo tempo o nosso rival e colega de equipa sobem igualmente de categoria e podemos continuar a ter duelos com eles na temporada de 2019 da Fórmula 1. E por falar em duelos, lembram-se do grande prémio do Canadá onde o duelo entre Vettel e Hamilton foi quase até ao fim? Ou mais recentemente, o “chega para lá” de Max Verstappen a Charles Leclerc na Austria? Bem parece que estes duelos passaram para a simulação e estão bem presentes em F1 2019, ora vejam:

Transferências de Pilotos

A introdução de 3 novos pilotos na Fórmula 1 faz com que exista a transição de pilotos reais entre equipas, assim, é possível ver Carlos Sainz a pilotar um dos carros amarelos da Renault ou Lando Norris na Racing Point. Quando começamos a época de 2019 na F1 toda a história e narrativa acaba, ficando apenas disponíveis pequenas picardias que os nossos rivais vão dando nas entrevistas deles… Ou seja, a nossa empresária não se esquece de enviar emails com excertos das entrevistas. Mais uma vez, aqui teria sido interessante ver a narrativa a dar o salto da F2 para a F1 juntamente com os três novos pilotos desta época.

Importa referir que a meio da temporada temos sempre alguns eventos, como por exemplo corridas especiais com carros clássicos, que vão servindo para apimentar a temporada e para ganharmos pontos para o desenvolvimento do carro.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

O resto da temporada passa pelo aumento da reputação do piloto, melhoria no carro e uma clara adaptação às pistas do campeonato mundial de Fórmula 1. Muitas corridas, muitas entrevistas e no final quem sabe… recebemos uma proposta da equipa que mais gostamos.

Este é um ponto em tom de conselho, que deixo aqui para os leitores: Tentem começar pelas equipas mais fracas, é mais desafiante começar por baixo, pois obriga a 2 situações –

– Primeiro aprender, e bem, a defender as posições pois o nosso carro não é e não será tão facilmente dos mais rápidos.

– Em segundo, como temos um carro fraco tentamos por tudo afinar melhor o carro, ou seja, acabamos por aprender os melhores setups para podermos ganhar um bocadinho de tempo o que no futuro nos vai ser muito útil, mesmo quando a jogar online.

Jogabilidade… que vício!

Um dos aspetos que mais gosto neste F1 2019 é a jogabilidade, a forma como sentimos o carro… Tem sido um vício saudável, depois do dia de trabalho chegar a casa e poder dar umas voltas num Ferrari ou num dos carros com motor Honda da Aston Martion RedBull Racing. Agora estou aqui a escrever para vocês, mas na verdade estou a pensar em acabar isto rápido para conseguir ir dar mais umas voltas… tem sido assim desde que tive a oportunidade de ligar o motor pela primeira vez.

A jogabilidade é fantástica. Para além de termos uma aspeto gráfico de topo que nos proporciona uma imersão que nos faz pensar que realmente estamos a ver F1 na TV, a Codemasters decidiu colocar o IA dos adversários num nível muito bom, ou seja já não se limitam a andar depressa. Em F1 2019 os adversários são realmente adversários que nos atacam e que defendem a sua posição… que não desistem quando os ultrapassamos numa curva e que continuam a lutar até ao fim. Tudo isto faz com que a emoção de estar ali, na pista, seja muito mais intensa.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Já agora… Para os jogadores que vão pilotar pela primeira vez em F1 2019, não se assustem com os adversários… Mas atenção ao retrovisor, há sempre um Verstappen pronto a fazer aquela ultrapassagem mais arriscada.

Outro fator que facilmente se consegue identificar são as reações do carro quando pisamos um dos corretores, ou mesmo quando pisamos um pouco de relva. Está tudo muito mais real, o jogo passa realmente para o patamar de simulação, o que faz com que seja muito mais perigoso abusar na passagem pelos mesmos, e não só por causa das penalizações.

A complexidade dos carros atuais da Fórmula 1 está refletida no jogo, já que temos que:

– gerir a mistura de combustível

– gerir o Energy Recovery System

– gerir os pneus

Claro que temos sempre algumas ajudas nas definições que podemos utilizar, mas quanto menos ajudas mais real o jogo se torna. Se estiverem a pensar em jogar com o comando da consola, cuidado, pois com o aumento da complexidade não é nada fácil controlar o carro com um simples comando.

Quem tiver um volante, principalmente volantes de topo, vai ter uma experiência única uma vez que a sensação de conduzir atinge outro patamar, aliás basta ver no Twich vários pilotos de Fórmula 1 a jogar o novo título da Codemasters, como é o caso de Lando Norris da McLaren.

“Isso esta a dar na TV ou é o jogo?”

A pergunta que me foi feita é legítima tal é a qualidade gráfica do F1 2019. No carro destaco claramente os pneus, onde podemos ver o efeito que mostra bem a parte do pneu mais gasto, o brilho que aparece nos pneus novos, e o todo o habitáculo dos carros que parece mesmo que estamos a ver na TV. A Codemasters adotou neste jogo as pistas noturnas, como é o caso do Bahrein, Singapura e Yas Marina, todas elas estão… Incríveis!

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Toda os efeitos de luz, o brilho e os reflexos no alcatrão, o som dos motores… tudo isto pensado ao pormenor torna a experiência bastante real, quase quase que me senti ao volante de um destes supercarros. Já em relação à parte de fora da pista, os cenários estão mais detalhados e podemos ver as construções, pessoas e objetos com uma imagem mais tratada do que na edição anterior o que ajuda também na tal imersão que falei anteriormente. 

Motores

Para quem gosta do barulho dos motores o jogo proporciona experiências fantásticas. Nos carros atuais é fácil perceber, quando comparando com o som que ouvimos nas transmissões da Eleven Sports, que o barulho dos motores é realista. Aliás é possível perceber a diferença entre alguns carros devido às diferenças de potência e por serem de construtores diferentes.

Mas se tal como gostam dos sons dos motores do passado basta escolher um dos carros clássicos e apreciar, tal como um amante de musica clássica aprecia uma sinfonia de Beethoven, a particularidade dos motores V8, V10, V12 e Flat-12 dos históricos da Fórmula 1.

Considerações Finais

A Codemasters conseguiu neste F1 2019 proporcionar uma experiência imersiva no mundo da F1. A evolução do jogo, a adição da F2, o gameplay, a história no modo carreira e os gráficos melhorados fazem deste jogo a melhor experiência de simulação de Fórmula 1 alguma vez criada.

Quando pensamos que não se podia melhorar, a produtora do jogo surpreende-nos não só pela qualidade no jogo mas porque soube ouvir os jogadores trazendo para esta edição coisas pedidas pelos mesmos durante o ano passado.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Claro que existem aspetos a melhorar já referidos no decorrer desta análise. O modo de história podia ser mais aprimorado e a F2 podia estar mais presente… F1 2019 não é perfeito, mas acelera rapidamente para isso.

Em breve voltamos com um artigo onde vamos falar do modo online, por agora vamos jogar e preparar-nos para a liga F1 2019 criada por fãs da modalidade no Twitter e que o FUTURE BEHIND vai estar a apoiar. Podem seguir a liga aqui e esperar pelas primeiras provas que serão transmitidas ao vivo em plataforma a anunciar.

 

N.R.: A análise a F1 2019 foi realizada numa PlayStation 4 com a acesso a uma cópia fisica do jogo gentilmente cedida pela EcoPlay.

 

Future Behind | Patreon

F1 2019 - A melhor experiência de simulação de Fórmula 1 alguma vez criada
Jogabilidade de topoQualidade gráficaIntrodução do escalão F2
Sem evolução no modo história Modo história curtoCarreira na F2 curta
4.5Valor Total
Votação do Leitor 2 Votos
Sem mais artigos