Quem de nós nunca passou pela casa de um vizinho, olhou de relance pela janela e imaginou o que se está a passar lá dentro? Ou até viram alguma coisa que despertou a atenção e ficaram a pensar nisso durante algumas horas?

Hello Neighbor, título da TinyBuild Games, é isso mesmo, curiosidade sobre o que se passa na casa de um misterioso vizinho e que segredos esconde na sua cave. Disponível para PlayStation 4, Xbox One, PC, Android, iOS e agora também para Nintendo Switch. Hello Neighbor é um jogo repleto de puzzles onde é necessário ter os dois olhos bem abertos… Não quer ser apanhado pelo estranho vizinho.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Sem muito para contar 

Tanto a história como a mecânica do jogo são simples de explicar e ainda mais simples de perceber. Hello Neighbor começa com a nossa jovem personagem a correr atrás de uma bola e a parar em frente a uma casa, da casa vem uns barulhos estranhos, como se alguém estivesse a gritar. A única coisa que conseguimos ver é o vizinho a trancar a porta da cave onde os gritos continuam. É aqui que começa a nossa aventura, entrar na casa do vizinho e descobrir que segredos esconde por detrás daquela porta vermelha que dá acesso a cave.

A mecânica do jogo é muito simples, o jogo está dividido em três atos e o espaço jogável vai aumentando de ato para ato, o que faz com que o primeiro seja bastante pequeno e com isto somos apanhados algumas vezes pelo vizinho até descobrir a melhor forma de entrar na casa e descobrir a chave para a porta da cave. Hello Neighbor é um jogo de puzzle, e só resolvendo estes puzzles é que vai conseguir encontrar a chave da porta para a cave, peça fundamental para progredir na primeira parte do jogo.

Como dissemos anteriormente é bastante pequeno mas isso não faz com que o título da TinyBuild Games se torne aborrecido, antes pelo contrário. Enquanto tenta arranjar uma forma de entrar pode interagir com quase tudo o que vê à sua volta, desde os sacos do lixo ou os restos de comida chinesa até a caixas de cartão que parecem saídas de uma carrinha de mudanças. Tudo isto pode ser usado para ajudar a subir para um armário ou até mesmo para arremessar contra o vizinho para conseguir escapar das suas luvas pretas, mas cuidado pois o homem mal disposto também lhe pode atirar com tomates ou mesmo embalagens de cola para que a sua fuga não seja bem sucedida. Para não ser apanhado basta estar a uma distância considerável ou então do outro lado da rua, neste último caso o vizinho já não o persegue. Caso seja apanhado, não se preocupe. Só tem que começar de novo, do outro lado da rua!

Esperteza artificial

A ideia de um jogo do gato e do rato desenvolvido para dois jogadores parece bastante interessante, conseguir fugir do seu adversário e encontrar formas cada vez mais sorrateiras de escapar. Não é o caso de Hello Neighbor, o título foi desenvolvido apenas na vertente de single player tendo como adversário um sistema de inteligência artificial bastante bem desenvolvido. Cada vez que somos apanhados e temos que recomeçar do último checkpoint há algo no mapa que muda, uma janela que foi reparada, uma armadilha perto de uma entrada ou até mesmo câmeras de segurança nas entradas principais da casa, nada passa despercebido ao sistema de inteligência artificial desenvolvido pela TinyBuild Games.

O nosso vizinho vai ficando mais esperto, aprendendo novos atalhos para impedir a nossa fuga e até consegue perceber os sítios por onde mais passamos. O jogo que é descrito como sendo de terror, fica assim com uma camada extra de suspense. Prepare-se para ter sempre aquele nervoso miudinho pois cada porta que passa é uma nova oportunidade para ser apanhado.

 

Considerações Finais

Hello Neighbor é um jogo divertido que acabou por nos dar algumas horas de diversão e algum suspense. Mas é também um jogo de desespero, os puzzles ao longo do jogo apresentam diferentes graus de dificuldade e podemos encontrar várias formas de chegar ao nosso objetivo, e é talvez aqui que o jogo se perde um pouco. Ao termos várias formas de cumprir um objetivo podemos deixar algumas coisas para trás e mesmo assim conseguir o que queremos, isto faz com que não haja grande ligação lógica entre os diferentes puzzles presentes no jogo. Por exemplo, podemos usar um íman para atrair uma ferramenta que vamos usar para ter acesso a um elevador e entrar numa sala do primeiro andar onde está uma chave que precisamos ou então podemos saltar pelo telhado e partir a janela com um saco do lixo, conseguindo no fim a mesma chave.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Hello Neighbor, para a Nintendo Switch é um jogo confortável para ser jogado em modo handheld mas aconselhamos a experiementarem o jogo num bom monitor, como o Philips Brilliance 288p, de forma a melhor a experiência dado que alguns cenários são bastante escuros.

O título da TinyBuild Games é um jogo para quem gosta de puzzles e quer passar algumas horas de diversão e suspense enquanto explora a casa do vizinho. Embora a ligação entre os puzzles não seja a melhor, Hello Neighbor acaba por ganhar pontos pelo trabalho desenvolvido na inteligência artificial tendo o grau de dificuldade perfeito para que o jogador não se sinta aborrecido ou frustrado.

 

N.R.: Hello Neighbor foi analisado com uma cópia do jogo para Nintendo Switch disponibilizada pela TinyBuild Games.

 

Hello Neighbor
Quantidade de PuzzlesAI bastante bem desenvolvidaAmbiente em constante mudança
Sem ligação logica entre puzzles Curva de aprendizagem inexistente Preço bastante elevado na Nintendo Switch
7EM 10
Votação do Leitor 0 Votos
0.0
Sem mais artigos