Tootuff – do original Titeuf – nasceu em 1992 pela mão do autor suíço Zep [Philippe Chappuis] em formato de banda-desenhada. A história retrata as aventuras e desventuras de um petit de 8 anos enquanto o mesmo descobre a vida e tudo o que o rodeia. Depois dos livros foi a vez de, em 2011, a série chegar ao grande ecrã através de um filme de animação. Agora, que estamos em 2020, chega também ao mundo dos videojogos em Mega Party a Tootuff Adventure. 

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Mas será que este Mega Party a Tootuff Adventure consegue ser divertido o suficiente para chegar ao mesmo patamar dos livros de banda-desenhada, ou melhor, será que se trata realmente de uma “Mega Party”?

Mega Party a Tootuff Adventure leva-nos para as aventuras que muitos de nós tivemos nos intervalos das aulas ou mesmo nas aulas. São muitos os jogos que podemos fazer, desde tentar tirar uma consola da secretária da professora enquanto a atingimos com bolas de papel e cuspo ou rodar até vomitar (ganha quem aguentar mais tempo com o almoço no estômago).

O jogo, que se encontra em inglês, está divido em School Year [Ano Letivo], Duels, Mega Duels, Duels of Death e Mega Ace. De todos estes modos de jogo, o único que se destaca é o modo School Year que permite aos jogadores jogar os mesmos desafios, como, por exemplo, fugir dos colegas que andaram a tomar banho no caixote do lixo, mas com alguma história pelo meio e a liberdade de correr pelo recreio daquela que é a nossa escola. Não vamos passar muito tempo a falar deste modo história porque pouco acrescenta ao jogo, este Mega Party a Tootuff Adventure foi claramente pensado para ser jogado por mais que uma pessoa naquilo que poderia ser chamado de uma verdadeira festa.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Importa também referir que, para além de termos o nosso amigo Hugo sempre disposto a encontrar as melhores aventuras no recreio da escola, mesmo se estivermos a jogar sozinhos vamos ter a oportunidade de ter companhia. Esta companhia é-nos garantida através do sistema de AI do jogo, que na sua dificuldade mais difícil é, de facto, difícil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Alguma diversão, mas nada de Mega Party

Pequenos jogos como Radioactive Pee, Ninja Dance, Deadly Snowbal ou até Cart Rally (uma verdadeira corrida de carrinhos de supermercado), ou qualquer um dos outros 36, teriam tudo para ser o motivo de risota e uma tarde bem passada com alguns amigos (O jogo permite até 4 jogadores no modo Mega Duels), mas a verdade é que as mecânicas menos limadas do jogo e alguns problemas de performance acabam por fazer com que esta mega party passe a ser apenas uma party. 

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Mas mesmo assim importa referir que enquanto estamos a jogar, os tais momentos de risota acontecem, seja porque o jogo está a proporcionar bons momentos ou, porque as mecânicas do mesmo são de tal forma estranhas que acabamos por rir enquanto tentamos perceber o que fazer. 

Considerações Finais

nota2.5Embora possa ser visto como um party game, a verdade é que este Mega Party a Tootuff Adventure acaba por perder par muitos outros party game que por aí andam, principalmente na Nintendo Switch onde temos opções como Super Mario Party. As mecânicas nem sempre a 100% e alguns jogos difíceis de controlar fazem com que a diversão, nem sempre esteja presente.

Por fim, importa referir que ainda não conseguimos encontrar o jogo disponível na eShop portuguesa, o que pode mostrar, mais uma vez, alguma falta de cuidado na criação e lançamento do mesmo.

Mega Party a Tootuff Adventure já se encontra disponível para Xbox One, PlayStation 4, Nintendo Switch e Windows PC.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

+ Muitos jogos, sã0 40

+ Alguns momentos de diversão 

– Mecânicas e controlos pouco polidos

– Jogo difícil de encontrar na eShop 

– Alguns dos 40 jogos são demasiado infantis 

N.R.: A análise a Mega Party a Tootuff Adventure foi realizada numa Nintendo Switch com acesso a uma cópia do jogo, gentilmente cedida pela Microids.

 

Sem mais artigos