Artigo por: Marco Paulo Fernandes

Espera-se com expectativa, já no dia 17 de março, o lançamento da nova versão do famoso jogo de baseball da responsabilidade da SIE e do seu San Diego Studio – MLB The Show 20. Estima-se que o novo jogo possa ultrapassar o número de vendas do precedente MLB The Show 19, o mais vendido para consolas nesta temática. 

Em dezembro do ano passado, foi acordado como parte do licenciamento da MLB para o título, que o jogo da responsabilidade da Sony deixaria de ser exclusivo para as consolas da marca, pelo que, este MLB The Show 20 é o último título da franquia que chega em exclusivo à família PlayStation 4. 

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Mas será que quando comparado com a versão de 2019, esta nova entrada na série é de facto uma fórmula vencedora?  Será que vale a pena investir num jogo, que tal como quase todos os outros títulos desportivos, apresenta um novo lançamento todos os anos?

Como seria de esperar, dado que se trata de um título desportivo, temos que começar a análise por comparar esta nova versão com a de 2019 e, apontamos este MLB The Show 20 como uma das maiores diferenças na jogabilidade, o desenvolvimento e a adaptação de cada jogador à sua posição em campo. Nesta versão cada jogador é uma referência para o resultado final, coisa que nem sempre acontecia nas edições anteriores do título. 

Jogabilidade, grafismos e continuidade

Uma das coisas que mais nos surpreendeu foi, sem dúvida alguma, a possibilidade de continuar os jogos iniciados na versão anterior. Esta opção é deveras interessante visto que podemos continuar um jogo antigo, já com todas as características que trabalhámos em cada um dos jogadores e suas posições… Dando assim uma certa noção de continuidade a um estilo de jogo que geralmente apresenta a continuidade como um dos seus pontos mais fracos. Já imaginaram o que seria, por exemplo, um FIFA onde conseguiram continuar com a vossa equipa de FUT de um ano para o outro? 

De acordo com os detalhes da versão de pré-lançamento e de acordo com a experiência de jogo, MLB The Show 20 está muito focalizado no lançamento e swing perfeitos. Estes dados devem-se, em parte, às críticas anteriormente apresentadas nos vários fóruns MLB The Show, que argumentam a falta de recompensa nos lançamentos perfeitos na zona de ataque.

Ouvindo os jogadores, a SIE, acaba por apresentar um título com uma jogabilidade mais consistente, mas também mais realista… algo que tornará MLB The Show 20 um fenómeno dentro desta temática.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Como seria de esperar, graficamente as diferenças para a versão anterior não se evidenciam, mantendo os cenários e os ambientes previstos neste género de desporto. A parte gráfica destaca-se por uma ligeira melhoria, nomeadamente nos detalhes, nos movimentos e nas feições dos jogadores.  É possível também escutar o público a gritar “swing” ou “open your eyes up that was a strike” bem como acompanhar as celebracões de “home runs” e as “Walk-off wins… o que acaba por nos deixar dentro do jogo como nunca antes. Também dentro deste registo, sem grande evolução, a banda sonora é composta por hits de música variada, audíveis em qualquer contexto.

Acreditamos que, graficamente, os títulos deste género só apresentaram um grande upgrade aquando do lançamento da nova geração de consolas. Aí sim, ficaremos surpresos caso não exista mudança visível no aspeto gráfico dos jogos de desporto.

Modos de jogo

MLB The Show 20 chegará às lojas com diversos modos de jogo que prometem entreter qualquer um dos fãs desta modalidade. Por aqui, no FUTURE BEHIND, e depois de termos passado em revista as principais diferenças entre as anteriores versões e a mais recente entrada do título, passamos agora a apresentar aqueles que são os diferentes modos de jogo, este ano com uma novidade – O modo Dysnasty. 

Franchise – É um dos modos mais jogados, mas do qual destacamos a possibilidade de renomear e realocar as equipas (aqui as equipas podem mudar de cidade e até escolherem um novo estádio). Um modo de jogo interessante, que nos permite estar na pele do General Manager de uma das equipas, onde podemos realizar todos os tipos de negócios que acharmos interessantes e vantajosos para a camisola que representamos. O modo Franchise sendo bom, exige um grau de conhecimento prévio das regras para que possas progredir convenientemente. Este grau de exigência pode também fazer o jogador menos experiente desistir do jogo com relativa facilidade.

Março a Outubro –  Um modo de jogo em que podemos apenas jogar momentos cruciais de uma partida. À medida que avançamos na temporada, o nosso desempenho será realmente importante, pois os resultados terão um fator de “momento da equipa”, influenciando o desempenho da equipa entre cada episódio jogado e o próximo. Este modo não é muito longo, mas permite que fiquemos a conhecer bem a nossa equipa e as alterações a fazer ao longo das partidas.

Importa referir que o final do modo de março a outubro, temos a opção de continuar no modo franchise. Estão prontos para o desafio de março a outubro?

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Modo Dynasty – Quando MLB The Show 20  foi revelado  pela primeira vez, a SIE sugeriu um novo modo de jogo da Diamond Dynasty: Showdown. No entanto, pouco foi revelado, apenas que poderíamos recrutar jogadores, desenvolver as suas aptidões e enfrentar os pitchers  mais temidos.

Na nossa experiência olhamos para o Showdown como uma espécie de Ultimate Team, igual a outros simuladores de desporto, em modo online. As edições especiais oferecem uma grande escolha de jogadores logo no início de cada “save”. O Showdown  começa com uma escolha de 10 rondas, na qual podemos selecionar algumas estrelas para formar a espinha dorsal da nossa equipa.

LigasPara uma competição desafiadora ou algo um pouco mais calmo e relaxado! Com esta opção podem criar uma liga personalizada para jogarem com os vossos amigos. Trata-se de um modo divertido para jogarmos com mais pessoas, onde todos podemos competir pelo prémio final… o título. 

RTTS ( Estrada para o Sucesso) – O modo com mais utilização e onde criamos o nosso jogador, e todas as suas características – nome, aparência física, posição, número de camisola, prémio). Vamos lá então contar um pouco da nossa experiência neste modo de jogo – Após a seleção do jogador( por parte de uma equipa há a emocionante luta para a subia à MLB. Como parte deste processo iniciamos o nosso percurso nas minor leagues e aqui temos o primeiro contacto com algumas das inovações do jogo.

Começamos na Double-A e de imediato temos noção da importância de dominarmos o PCI (Plate Coverage Indicator). Neste modo iremos ver mais four balls e strikes e a nossa média de hits vai baixar consideravelmente. Uma situação que conseguimos verificar é que o nosso nível de dificuldade que vai atualizando conforme a nossa performance… Escusado será dizer que, devido a todas estas inovações, começamos como veterano e em alguns dias de jogo para esta análise já baixamos para rookie. Sim, o jogo está mais difícil. 

Aqui também se experimentam movimentações dos jogadores de campo (outfielders) e a possibilidade de fazer grandes jogadas dignas de repetições. Este modo está mais focado na parte humana, interação com os colegas de equipa e redes sociais é importante para a confiança do nosso jogador. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Considerações Finais

Para os apreciadores de baseball, e da MLB em particular, os desafios são constantes. Neste caso em particular, num  jogo de baseball uma das mais difíceis tarefas é atingir a bola, o que em MLB The Show 20 está representado fielmente e apresenta-se como um verdadeiro desafio. 

Mesmo sendo um jogo de nicho, MLB TheShow 20 acaba por ser uma boa proposta. Apresenta vários modos de jogo que prometem agradar a todos os fãs, e quem sabe até criar novos fãs desta modalidade.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

MLB The Show 20 chega às lojas no dia 17 de março, mas jogadores com pre-order podem contar com acesso antecipado desde dia 13. O título continua, ainda, exclusivo PlayStation 4. 

N.R.: A análise a MLB The Show 20 foi realizada numa PlayStation 4 com uma cópia digital do jogo, gentilmente cedida pela PlayStation Portugal.

MLB The Show 20
Ambiente sonoro dos estádios (celebrações p. Ex) Melhor desempenho da AIJogadores com movimento mais fluido
Jogo mais difícil que em 2019, o que pode estragar o sucesso que tivemos em 2019A dificuldade pode deixar os jogadores mais sensíveis frustrados
4.0Valor Total
Votação do Leitor 1 Voto
Sem mais artigos