Não acreditem no título. Never Give Up é um jogo de plataformas que deseja que falhemos rapidamente e com frequência até nos levar a um ponto de rutura.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Mas sofrer faz parte da diversão e é isto que torna o jogo tão fácil de nos divertirmos, ao mesmo tempo, é tão inexplicavelmente frustrante. Desenvolvido pela Massive Monsters, é um título que teremos de suar muito para ultrapassarmos todos os obstáculos que vão colocando no nosso caminho.

Saltar, saltar e um saltinho mais

Preparem-se para ter a vossa paciência testada ao limite. Never Give Up é a mais recente entrada no género que já tem alguns títulos que o representa, como por exemplo Super Mario Maker 2 e Super Meet Boy. Jogos de plataformas em 2D  onde somos levados a enfrentar níveis aparentemente impossíveis em design e que o seu propósito é frustrar os jogadores ainda mais.

Em Neveer Give Up somos Blue, que acorda num mundo em que ele (e o seu humor seco e sarcástico…) devem navegar por armadilhas e perigos que nos querem destroçar por completo.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Cada “mundo” que Blue visita, que inclui locais como uma cidade ou uma mina subterrânea cercada por vulcões, contém um punhado de salas cheias de armadilhas pelas quais os jogadores devem passar. Cada nível repete-se várias vezes, tornando-se mais difícil a cada iteração. A nossa memória é essencial ao percorrer cada sala, mas nunca podemos relaxar, nunca vamos estar verdadeiramente confortáveis, pois o timing muda constantemente até que consigamos passar por todas as alterações da sala.

Moedas e itens secretos podem ser apanhados ao longo dos níveis, que podem ser usados ​​para comprar roupas diferentes que Blue pode usar. Pelo menos quando morremos, podemos sair em grande estilo. Para os speedrunners,  Never Give Up fornece uma quantidade enorme de atrativos, desde que eles conheçam todas as alterações das salas por dentro e por fora. As execuções são cronometradas, portanto, é fácil tentar vencer o nosso melhor tempo e evitar pintar as paredes de vermelho sangue.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Viver…. Para morrer logo de seguida

Mesmo na configuração de dificuldade mais fácil (que fornece apenas pontos de checkpoint da sala), Never Give Up é um desafio. A equipa que o desenvolveu sabe disso e têm orgulho desse facto. Tanto é assim que os jogadores têm a opção de desistir de uma sala e passar para a próxima a caminho do nível do boss. No entanto, isso resulta numa longa e prolongada cutscene que basicamente mostra o quão ridículos somos pelo facto do jogo ser muito difícil para nós (como se já não soubéssemos).

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Never Give Up não faz necessariamente algo inovador em termos de género ou mecânicas gerais de jogo. Consegue, no entanto, trazer à tona o nosso masoquista mais interior quando cometemos os mesmos erros repetidas vezes, até finalmente chegar ao momento absolutamente satisfatório de fazer um nível do início ao fim perfeitamente executado, dando-nos esperança de que talvez levemos esse sucesso para o próximo nível, antes de retornar rapidamente à realidade e repetir relutantemente o processo enquanto questionamos a nossa própria sanidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Considerações Finais

Never Give Up é um jogo que bebe muito de Super Meat Boy, e quem gosta desse titulo, irá gostar certamente deste. Como referimos, não faz nada de extraordinário, mas a jogabilidade é excelente e neste tipo de jogo essa parte é mesmo a principal.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Se quiserem algo desafiante, que é um misto de plataformas e puzzle, têm aqui um jogo a ter em conta. Never Give Up já se encontra disponível para Nintendo Switch e Windows PC.

N.R.: A análise a Never Give Up foi realizada numa Nintendo Switch com acesso a uma cópia digital do jogo gentilmente cedida pela

 

 

 

Never Give Up - Um misto de plataformas e puzzle
Voz de Blue, com as suas tiradas engraçadasJogabilidade imaculadaDesafiante
Som e música banaisFrustrante para quem desiste facilmente
3.5Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos
Sem mais artigos