Análise por João Belo

Desde o seu lançamento em 1997 que a série One Piece , criada por Eiichiro Oda, satisfaz os seu fãs com as suas personagens over-the-top, as histórias cativantes e o seu humor genial, mas será que One Piece: Pirate Warriors 4 consegue manter os padrões da anime e da manga e cativar os seus fãs?

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

One Piece: Pirate Warriors 4 já se encontra disponivel para PlayStation 4, Nintendo Switch, Xbox One e Windows PC.

Uma história à pancada

Contando a maior parte da história da série, o título dá-nos a oportunidade de jogar com um vasto leque de personagens, contribuindo para uma sensação de “frescura” enquanto literalmente se desfaz à pancada centenas de inimigos. Sensação essa que desaparece ao fim de 3 ou 4 personagens, pois rapidamente identificamos que não existem muitas diferenças entre as dezenas de personagens ao nosso dispor, todas elas usando ataques e movimentações muito similares, sendo que a única coisa que muda mais notoriamente é a velocidade que cada personagem disfere os seus poderosos combos.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Um dos melhores pontos de One Piece: Pirate Warriors 4 é a forma como o jogo apanha o feel da série, através, principalmente, de um genial voice-acting baseado na anime original dando, por vezes, a sensação das vozes serem retiradas diretamente da série. O estilo de arte característico também está bem representado, quer nas personagens, quer nos cenários, apesar destes últimos por vezes parecerem um bocadinho vazios e inóspitos, parecendo que estão ali apenas para servirem de pano de fundo para as matanças que se vão seguir.

Jogabilidade à pancada

Não existe muito mais para fazer do que andar do ponto A ao ponto B dando tareia atrás de tareia (sim o jogo usa mesmo este termo) a tudo o que nos aparece à frente, enquanto se cumpre objetivos que nos são dados ao longo das missões, que normalmente culminam num boss que teremos que derrotar, ou algum objetivo específico a cumprir.

Um problema que se apresenta  em One Piece: Pirate Warriors 4 é a câmara. Não facilitando em nada quando tem que se fazer target a um inimigo específico, fazer lock-on parece que ainda dificulta mais esse processo por incrível que pareça. Contra os inimigos normais, é mais fácil porque são tantos que apenas carregando numa tecla vezes sem conta, eventualmente havemos de acertar em alguém com um dos vistosos ataques especiais que envia os nossos inimigos a voar pelo mapa como se fossem penas sendo facílimo atingir níveis absurdos de hits (5000!) sem o mínimo esforço.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Todas as personagens possuem uma skill-tree única, mas não sendo radicalmente diferentes umas das outras, não dando grande sentimento de diferença entre elas, fazendo por isso que a jogabilidade não varie muito de personagem para personagem, tornando-se assim apenas a preferência do jogador por uma personagem especifica o único critério de decisão.

O jogo possui 3 modos distintos, sendo um concentrado na história da manga e da anime e os outros dois com cenários originais que podemos concluir com qualquer personagem que vamos desbloqueando ao longo do modo principal. Os modos opcionais são um excelente complemento ao jogo pois oferecem muitas horas de conteúdo extra aos jogadores acrescentando muito valor a um jogo que por vezes poderá ser aborrecido e monótono.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Considerações finais

Dito isto, One Piece: Pirate Warriors 4 apresenta, principalmente para os fãs da série, um jogo rápido, divertido na maioria das vezes que nos consegue prender ao ecrã durante algum tempo, enquanto os seus problemas não vêm ao de cima pelo menos. Tem uma apresentação gráfica fiel ao original e muito características de jogos adaptados de animes, com um frame rate bom que só baixa com o uso de alguns ataques especiais no meio de uma multidão de inimigos.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

É também um jogo bastante fácil de se jogar (consegue-se passar facilmente o jogo usando apenas a tecla de ataque) e a própria dificuldade é muito reduzida. Para terem uma pequena ideia da facilidade de One Piece: Pirate Warriors 4, não morremos uma única vez a fazer esta análise.

N.R.: A análise a One Piece: Pirate Warriors 4 foi realizada numa PlayStation 4 com acesso a uma cópia do jogo, gentilmente cedida pela Bandai Namco Entertainment Iberica

One Piece: Pirate Warriors 4 - Tareia atrás de tareia
Vozes e arte fieis ao original Jogo muito rápido e divertidoDezenas de personagens por onde escolher
Personagens são quase todas iguaisÉ só carregar num botãoDificuldade muito reduzida tira o entusiasmoCamâra pode ser um problema
3.0Valor Total
Votação do Leitor 1 Voto
Sem mais artigos