Vivemos numa época fantástica para se ser gamer. Temos visto muitos e excelentes jogos chegar a todas as plataformas e, até o final do ano, mais virão. Desde Octopath Traveller já lançado em exclusivo para a Nintendo Switch, até Marvel’s Spider-man que sairá dia 7 de  setembro em exclusivo para a PlayStation 4, temos hoje acesso a grandes títulos nos quais acabamos por investir facilmente 30 ou 40 horas do nosso tempo. No entanto, a verdade é que, às vezes, simplesmente queremos chegar do trabalho / escola, ligar a consola e jogar algo mais simples, mas que seja, de igual modo, divertido e desafiante q.b.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Felizmente a Rising Star Games e a Cobra Mobile, também já conhecida de outros jogos mobile como LEGO Star Wars: Micro Fighters, uniram esforços e trouxeram Red’s Kingdom, um jogo puzzle/aventura, para a Nintendo Switch. Inicialmente lançado para Steam, iOS e Android, Red’s Kingdom foi agora portado para a consola híbrida da Nintendo e o resultado é surpreendente.

Uma história colorida em busca de uma bolota dourada

A história tem início quando o esquilo Red, o nosso protagonista, vê o louco Mad King Mac roubar a sua bolota dourada e subitamente raptar o seu pai. A partir daí, Red terá de percorrer o mapa a rebolar até ao seu objetivo final, sendo que a única forma de mudar de direção é esbarrando contra um objeto ou parede. Simultaneamente, Red terá de resolver vários puzzles, muitos deles através da utilização de alavancas e botões espalhados pelo mapa, para o ajudar a descobrir a saída. Pelo caminho, o nosso protagonista irá encontrar alguns amigos e vários inimigos e colecionáveis. À semelhança de jogos estilo Metroidvania, Red’s Kingdom inclui também a possibilidade de desbloquear alguns power-ups, como asas, que permitirão voar por cima de plataformas, ou cogumelos, para que Red se teletransporte e desbloqueie novas áreas.

Num cenário colorido e vibrante bem ao estilo dos jogos Zelda, a perspetiva 2D e isométrica, apesar de graficamente bonita, apresenta alguns problemas. O jogador irá sentir, por vezes, que há certos pormenores que falham por não ter a opção de manipular a câmara. Para além disso, o mapa disponível não é muito amigável e o nível de zoom é muito curto, levando o jogador a perder-se e a falhar repetidamente algumas áreas obrigatórias. Contudo, sempre que ficar preso num puzzle, o jogador poderá carregar no botão B e voltar ao início da área onde se encontra para tentar novamente.

Do mobile para a Nintendo Switch

Red’s Kingdom, sendo originalmente um jogo mobile, apresenta a opção de utilizar o ecrã tátil da Nintendo Switch quando jogado em modo portátil. Na minha experiência de jogo, esta opção não é particularmente cómoda. Contudo, quem já experimentou o jogo na sua versão original, provavelmente irá preferir não utilizar os joy-cons para controlar os movimentos da personagem.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Ao nível da mecânica de puzzles, trata-se de um jogo um pouco repetitivo e de dificuldade fácil a moderada. Após algumas tentativas, os puzzles mais complexos acabam por se tornar fáceis de resolver graças à natureza repetitiva do jogo. Durante as cerca de 6 horas de longevidade, a música que envolve a jogabilidade deste título é bastante agradável e em nada interfere com a concentração do jogador, promovendo um equilíbrio bastante saudável, caso surja alguma frustração na resolução dos puzzles.

Considerações Finais

Na mais recente edição da E3, a Nintendo prometeu reforçar o lançamento semanal de novos jogos na eShop à custa, especialmente, de novos jogos indie e mobile. Mas, se para alguns a existência de uma biblioteca mais robusta torna os dispositivos mais apetecíveis aos olhos do consumidor, para outros isto pode constituir um problema, pois o investimento em quantidade é, dificilmente, investimento em qualidade. Felizmente, ainda se encontram na eShop títulos deste género bastante interessantes, como é o caso de Red’s Kingdom.

Sendo um jogo ideal para sessões curtas, nas quais poderemos investir alguns minutos do nosso tempo e afastarmo-nos de jogos mais intensos, este é um título que será, com certeza, apreciado por gamers e não gamers de todas as idades.

Red’s Kingdom foi lançado dia 16 de agosto para a Nintendo Switch, estando também já disponível para PC, iOS e Android.

 

N.R.:  Red’s Kingdom foi analisado com uma cópia do jogo para a Nintendo Switch e disponibilizada pela Rising Star Games

 

 

Red's Kingdom
Jogabilidade fácil, ideal para todas as idadesGraficamente bonito e com músicas agradáveisEcrã tátil para controlar a personagem, à semelhança da versão original
Puzzles repetitivosCâmara rígida e perspetiva limitadaMapa muito confuso, com um nível de zoom muito curto
7EM 10
Votação do Leitor 0 Votos
0.0
Sem mais artigos