O mundo dos periféricos informáticos nunca foi tão variado e tão competitivo como nestes anos que vivemos. As inovações são constantes e a batalha pela atenção do consumidor é dura, pois vivemos num mercado que vive em busca da mais recente inovação, daquele fator diferenciador que faça com que os euros muitas vezes limitados sejam aplicados cada vez menos confiando apenas numa marca ou modelo de periférico, mas contando cada vez mais com possíveis compradores informados.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

O mundo dos ratos não foge a essa exceção, principalmente daqueles dedicados ao gaming. Tornou-se também ele uma ferramenta de trabalho para quem joga profissionalmente e um objeto de culto para os milhões de jogadores casuais. Tendo em conta este enorme mercado, surge a empresa Trust, que tenta há anos, conciliar o melhor destes dois mundos, procurando garantir a qualidade que se pretende, mas mantendo preços acessíveis à maior parte das carteiras. E é tendo em conta o mundo dos jogadores que apresenta o Morfix GXT 970, enfatizando a ideia de que esta é a forma de reproduzir o melhor de que se faz neste mercado. Mas será ele capaz de competir realmente neste universo que possui soluções tão consagradas?

Características

Trust

Trust Morfix GXT 970

Sensor ótico avançado com resolução até 10,000 DPI

  • 4 laterais permutáveis magneticamente para personalizar os botões laterais e o formato
  • 2 laterais esquerdas com 3 ou 9 configurações de botões, programáveis para qualquer jogo
  • 2 laterais direitas com formatos diferentes
  • Iluminação RGB totalmente regulável com vários efeitos de iluminação
  • Até 14 botões programáveis de forma independente
  • Botões seletores de DPI com indicador LED
  • Software avançado para programar botões e efeitos de luzes
  • Cabo entrançado (1,8 m)

P.V.P.: € 49,90

Diz-me como clicas, dir-te-ei quem és

Se estão à procura de algo como o Razer Naga Pro aqui, com análise detalhada já por aqui, esqueçam.  Este modelo tem como público-alvo os gamers que não têm dinheiro para comprar o que eles compram. Não há que haver má interpretação. O Morphix GXT 970 é um rato bem capaz, fazendo uso da sua resolução até 10000 DPI e tem um feeling robusto que pode numa análise mais superficial parecer um periférico topo de gama. E isto não pode ser de todo uma crítica. Tudo o que este modelo faz, faz bem. É competente no que diz respeito à velocidade, é preciso e é bastante confortável, tendo em conta a ergonomia e tamanho das diferentes mãos que o podem usar sem nunca se sentirem defraudados com o seu feeling.

No que diz respeito à construção, pode apontar-se aqui a grande falha do periférico. O plástico é por demais evidente e não apresenta aquela qualidade premium que estamos habituados a ver e essencialmente a sentir, apesar do cabo ser bastante longo e bem construído.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A iluminação RGB presente no Trust Morfix GXT 970 é bastante satisfatória, apresentando uma série de combinações pré-existentes ao rodar os botões por baixo da roda do rato. Já o software que o acompanha é muito limitado naquilo que deixa o utilizador fazer.

Põe a grelha, tira a grelha, à hora que eu quiser…

Atalhos no rato podem ser aliados poderosos que podem fazer a diferença num jogo altamente competitivo, onde decisões são tomadas em centésimas de segundo. Para auxiliar o jogador, temos duas placas laterais que se ajustam magneticamente de forma muito fácil, tendo em conta o tipo de jogo que pretendam dominar: uma com três botões, que vão certamente dar jeito nos First Person Shooters desta vida, e outra grelha com nove botões totalmente customizáveis que serão mais úteis nos MMO’s ou MOBA’s. Há certamente opções para todos e tendo em conta o preço acabará por ser um negócio recompensador para quem tenha um orçamento reduzido e não queira abdicar das características dum rato de renome.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Claro que isto tem um custo. Mais uma vez as placas apresentam um nível de produção baixo, não abandonando aquele plástico que está presente em todo o periférico, resultando por vezes numa experiência genérica.

Na utilização de ambas as placas, sente-se alguma latência na resposta aos toques e por vezes isso pode significar a diferença em lançar um feitiço na altura certa ou uma morte iminente.

patreon

Considerações finais

O Trust Morfix GXT 970 acaba por ser um rato para jogadores sem o ser na realidade. Percebe-se a intenção da empresa ao produzir este modelo semelhante a outros mais consagrados neste mundo competitivo de periféricos. Pode considerar-se este modelo para alguém que leva os seus jogos a sério, mas não tão a sério que faça disso vida, pois não possui atributos para se bater nesse mundo.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Tendo em conta o preço apresentado, é um rato que acaba por não desiludir ninguém que saiba perfeitamente aquilo que tem nas suas mãos: qualidade suficiente no seu desempenho, com as tão badaladas grelhas trocáveis e customizáveis para os reis dos atalhos nos jogos, mas que percebemos imediatamente quando tocamos no seu plástico frio e barato que há que perceber se é algo nesta margem de preço que se procura para matar o vício. Bom para o jogador casual, pouco satisfatório para quem pretende mais de um produto claramente orientado para o gaming.

Sem mais artigos