Quem não quer a inovação tecnológica mais recente do mercado? A partir de hoje a Google vai começar a disponibilizar a versão 7.0 do sistema operativo móvel Android, também conhecida como Nougat. Por agora só os smartphones Nexus 5X, Nexus 6 e Nexus 6P, e os tablets Nexus 9 e Pixel C vão receber a atualização. Também já é confirmado que o LG V20 será o primeiro dispositivo a trazer de origem o novo Android, mas ainda não é certo quando chegará ao mercado.

Nougat é um doce feito de açúcar, frutos secos e claras de ovo, normalmente vendido em formato de barra

O que traz de novo o Android 7.0 ‘Nougat’? São alterações suficientes para que os utilizadores se sintam tentados a atualizar o mais rápido possível? É verdade que a experiência global do Android continua a ser a mesma do Android 6.0 ‘Marshmallow’, mas existem adições valiosas ao software.



A primeira a destacar é o facto de o Android agora suportar nativamente duas aplicações a executar em simultâneo e lado a lado. Ao contrário da funcionalidade que já existe no iOS 9, a da Google funciona em todos os dispositivos que têm o sistema operativo e não apenas em tablets selecionados.

Além da possibilidade de ter duas aplicações abertas ao mesmo tempo, a Google criou um sistema que permite uma troca fácil de uma dessas aplicações – basta carregar duas vezes seguidas na tecla virtual do separador das aplicações e existe uma troca entre as apps abertas recentemente.

O Android também passa a suportar a interface de desenvolvimento Vulkan – a mesma já usada pela Samsung nos seus topo de gama – que traz um melhor rendimento gráfico aos videojogos. Será necessário o equipamento ser compatível com esta tecnologia para que haja de facto o melhor rendimento, com efeitos visuais aprimorados e maior fluidez nos jogos.

Este vídeo produzido pela Samsung ajuda a perceber as melhorias que a tecnologia Vulkan pode trazer aos videojogos num ambiente mobile.

Uma outra novidade bem-vinda é o Doze on the Go. O sistema Doze já tinha sido introduzido no Android 6.0 ‘Marshmallow’ e permite fazer uma maior poupança da bateria através do reconhecimento da inatividade do smartphone. Quando pousado sobre uma mesa os consumos eram significativamente reduzidos.

Com o Doze on the Go a Google vai um passo mais à frente e traz esta gestão energética mesmo quando o smartphone está no bolso das calças ou dentro de uma carteira: o sistema operativo reconhece sinais no smartphone que dizem que o utilizador está em andamento, o que permite reduzir os consumos energéticos.

Ainda no campo das poupanças existe o Data Saver, uma funcionalidade que bloqueia o acesso das aplicações ao plano de dados a partir do momento em que for excedido o limite de tráfego do seu tarifário.

Mais duas alterações que acabarão por ter impacto na utilização dos smartphones no quotidiano estão relacionadas com a barra de notificações. Uma das novidades agrega todos os alertas que pertencem à mesma aplicação e mostra informação contextual sobre as mesmas – é possível ler os títulos de 3 emails, por exemplo.

Android 7.0 'Nougat'Mas a maior das diferenças está no facto de ser agora possível responder a algumas notificações – mensagens, serviços de messaging por exemplo – diretamente através da gaveta de notificações. Esta é uma funcionalidade que a Apple também já tem há algum tempo no seu sistema operativo, mas que faz agora a sua estreia no Android.

Do ponto de vista da segurança a Google disponibiliza no Android 7.0 ‘Nougat’ a possibilidade de encriptação por ficheiro – ou seja, pode ter um maior nível de segurança em determinadas informações em vez de estar a cifrar por completo todo o sistema operativo.

Uma das novidades que mais recebeu um aplauso dos programadores durante a conferência Google I/O, em maio, foi o Direct Boot, uma funcionalidade que elimina a atualizção ‘aplicação por aplicação’ após um update geral de software ao Android.

Por fim é de destacar que o Android 7.0 ‘Nougat’ vai transformar os smarpthones Android em verdadeiras centrais de entretenimento para a realidade virtual – sobre este tema pode ler com mais detalhe outro nosso artigo.

Exemplo de experiência que será possível com smartphones Android compatíveis com os óculos de realidade virtual Daydream

Com o Android 7.0 ‘Nougat’ a Google opta pelo caminho da otimização e não por uma transformação radical da experiência de utilização. O sistema operativo móvel da gigante norte-americana melhorou bastante nos últimos anos, sobretudo ao nível do design e da fluidez geral do sistema operativo mesmo em equipamentos mais modestos no hardware.

A grande questão que o Android 7.0 ‘Nougat’ terá de responder será a mesma de todos as outras versões do sistema operativo da Google: quanto tempo vai a atualização demorar a chegar a mais equipamentos além dos Nexus e que equipamentos são esses?

Uma ‘novela’ que acompanharemos ao longo das próximas semanas.