A rubrica AR World é patrocinada pela Next Reality, empresa especialista em Realidade Aumentada e Realidade Mista.

O nome Alex Kipman é-lhe familiar? Trata-se da pessoa que tem liderado os esforços da Microsoft nas áreas de realidade aumentada, realidade virtual e realidade mista. O engenheiro é um dos grandes obreiros dos Microsoft HoloLens, um equipamento que mesmo não tendo sido pensado, por agora, para um grande número de utilizadores, tem sido importantíssimo a mostrar o potencial destas tecnologias.

Agora o executivo da Microsoft delineou aquelas que são, na sua opinião, as três grandes tendências para o ano de 2018 nos segmentos de AR, VR e MR.

O primeiro elemento a ter em consideração vai ser a cada vez maior integração de sistemas de inteligência artificial nas tecnologias de realidade aumentada. Como refere Alex Kipman, os dispositivos e respetivos software têm de conseguir perceber o ambiente que os rodeia para darem ao utilizador a melhor experiência, pelo que os desenvolvimentos em reconhecimento de imagem serão muito importantes.

Em 2018 vamos também assistir a uma maior complementaridade entre as tecnologias de realidade aumentada e realidade virtual. Ao passo que há pessoas que pensam que estes segmentos são ‘rivais’, por assim dizer, na prática isso não acontece. Alex Kipman acredita que a área da telepresença será uma na qual esta aproximação entre AR e VR será mais visível.

A terceira grande tendência passa, justamente, pela comunicação imersiva. As experiências de AR e VR vão ser mais partilháveis, o que vai ajudar a derrubar o conceito de isolamento que tantas vezes está associado a estas tecnologias. Este lado mais social tanto vai ganhar expressão a nível pessoal – conversa entre dois amigos -, como a nível profissional – colaboração de dois profissionais no mesmo projeto.

Ainda que estas tendências sejam generalistas, também ajudam a perceber um pouco aquelas que serão as prioridades da Microsoft em termos de realidade aumentada, realidade virtual e realidade mista para os próximos meses.

E sabe o que também vai continuar a ser tendência? Realidade aumentada nos smartphones.

Face Maker

Sim, sabemos que o Carnaval já passou, mas a ideia de poder fazer uma máscara de realidade aumentada continua bem viva através da aplicação Face Maker. A ferramenta tira partido dos sensores TrueDepth que equipam o iPhone X para criar máscaras de realidade aumentada com grande precisão.

Que máscaras? Isso fica à imaginação de cada utilizador. Pode usar pincéis para pintar ‘diretamente’ na sua cara, pode escolher um padrão e adaptá-lo às suas feições ou pode simplesmente escolher a fotografia de outra pessoa e tentar enganar alguns dos seus amigos.

Download: iOS

Human Anatomy Atlas 2018

O corpo humano é conhecido como a máquina perfeita, não só pelo seu elevado grau de complexidade, mas também pela forma como todos os elementos funcionam de forma exímia entre si. Não é por isso de estranhar que haja uma enorme curiosidade pelos diferentes elementos que constituem esta ‘máquina’.

A aplicação Human Anatomy Atlas permite isso mesmo, ter uma visão única de diferentes partes e órgãos do corpo humano de uma forma bastante realista. Há modelos 3D de homens e de mulheres, existe a opção de expandir determinados modelos e também existem vários quizz se quiser usar o Human Anatomy como uma ferramenta de aprendizagem.

Download: iOS

Conduct AR

O conceito de jogo não é original, mas a verdade é que quando aplicado em realidade aumentada ganha toda uma nova dinâmica. Em Conduct AR o jogador vai ser o supervisor de linhas de comboio – o objetivo é garantir que a composição consegue percorrer todo o seu caminho sem percalços. Parece simples?

Ao início até pode ser, quando apenas tem um comboio para controlar e os obstáculos são em pequeno número. Agora quando tiver três comboios em movimento, todos em linhas diferentes e em direções completamente distintas, aí sim vai sentir a verdadeira pressão de conseguir chegar ao fim sem qualquer incidente causado.

Download: iOS

Splitter Critters

Gosta de quebra-cabeças e de realidade aumentada? Então Splitter Critters promete ser o jogo indicado para si. Neste título de plataformas o utilizador terá de fazer cortes nos cenários para ajustar diferentes elementos, por forma a permitir que os grilos que existem em cada nível conseguem chegar à sua nave espacial.

A versão em realidade aumentada dá uma perspetiva diferente de cada nível ao jogador, o que pode ajudar a calcular com maior precisão e liberdade cada um dos movimentos que terá de fazer. Melhor do que explicado, Splitter Critters é bom quando jogado.

Download: iOS

Sem mais artigos