O negócio foi anunciado no final de julho e oficialmente concretizado a 30 de setembro, mas só a partir de hoje, 3 de outubro, é que a Avast e a AVG passam a ser uma única empresa. A Avast desembolsou 1,4 mil milhões de dólares pela sua ‘congénere’ para se transformar numa potência ainda mais relevante no campo da segurança informática.

Numa entrevista à Reuters o diretor executivo da empresa, Vincent Steckler, admitiu que será necessário quase todo o ano de 2017 para que aconteça a integração das duas empresas, deixando também no ar a possibilidade de a Avast avançar para outras aquisições.




Steckler diz que não serão empresas do perfil da AVG, mas também não serão startups. Procurará sobretudo alguém que lhe possa trazer uma maior presença no mercado da mobilidade e também no segmento empresarial.

Mas antes de isso acontecer vale a pena perceber o ‘músculo’ desta nova Avast. Com a absorção da AVG a tecnológica da República Checa ganha um aumento significativo no número de utilizadores e de quota de mercado. Estes são os valores a reter sobre a ‘Avast 2.0’.

Avast AVG Avast AVG Avast AVG Avast AVG Avast AVG Avast AVG Avast AVGÉ de destacar que por agora as duas marcas vão continuar ano ativo, não sendo certo de que este seja também o plano a médio e longo prazo.