A aposta em submarcas dentro das principais fabricantes de computadores é uma estratégia comum e que já tem vários anos. As diferentes designações ajudam a distinguir de forma mais simples quais os computadores que são de consumo, de segmento profissional ou então de segmentos mais específicos.

Nos últimos anos uma das vertentes que mais tem crescido é a do gaming, com várias marcas a apostarem em marcas próprias a pensar nos jogadores dedicados. A Asus tem a ROG, a Acer tem a Predator, a HP tem a Omen, a Toshiba tinha a Qosmio e agora a Lenovo tem a Legion.




A Legion vai ser a submarca da tecnológica chinesa para o mundo dos videojogos e a estreia foi feita no CES 2017. Para dar a conhecer a sua nova marca ao mundo a Lenovo anunciou dois portáteis: o Legion Y520 e o Legion Y720.

Das duas máquinas reveladas, o modelo Y520 é o mais ‘modesto’. Apresenta-se com um ecrã de 15,6 polegadas e resolução Full HD, o processador pode ir até aos Intel Core i7 de sétima geração, a placa gráfica máxima permitida é uma GeForce GTX 1050, a memória RAM pode ir até aos 16GB e o máximo de armazenamento varia entre os 521GB em SSD ou 2TB em disco rígido.

O computador vem equipado com várias entradas multimédia – HDMI, USB-C, USB 3.0, USB 2.0, cartões de memória SD, entre outras. Já ao nível da bateria a Lenovo diz que o computador garante uma autonomia de quatro horas.

No Legion Y520 destaque ainda para a inclusão de um sistema de som Harman Kardon, para o teclado retroiluminado em vermelho e também para o peso de 2,4 quilogramas.

Já o Legion Y720 acaba por destacar-se pelas especificações melhoradas relativamente ao seu ‘irmão’. Na configuração máxima o computador pode ser comprado com um ecrã de 15,6 polegadas e resolução Ultra HD, processador Intel Core i7 7700HQ, gráfica GeForce GTX 1060 com 6GB de memória dedicada, 16GB de RAM, 512GB de armazenamento em SSD e uma bateria que deverá garantir seis horas de autonomia.

Este modelo vem com um sistema de refrigeração otimizado para as experiências de gaming, tem um teclado retroiluminado RGB e é também o primeiro portátil do mundo a suportar o sistema de som Dolby Atmos. Na prática é um sistema que garante direcionalidade ao som que é reproduzido pelo computador, ainda que neste momento não existam muitos conteúdos compatíveis.

O preço destes dois portáteis Legion da Lenovo vai variar de acordo com as especificações escolhidas pelos consumidores, mas os preços começam nos 900 dólares para a versão mais básica do Y520 e nos 1.400 dólares para a versão mais básica do Y720. Ambos os portáteis devem ficar disponíveis a partir do mês de abril.

Relativamente à marca Legion propriamente dita, não existem grandes apontamos a fazer em termos de identidade visual. Os dois portáteis revelados apresentam um perfil bastante comum a outros computadores de gaming e apenas o modelo Y720 aposta num perfil de dobradiça mais agressivo.

CES 2017 FUTURE BEHIND BANNER

Sem mais artigos