Os conteúdos extremistas são facas de dois gumes. Se por um lado a sua partilha ajuda a aumentar a consciencialização para um problema, por outro está a ajudar à sua disseminação ‘gratuita’. Os meios de comunicação enfrentam muitas vezes este dilema – informar e mostrar imagens de horror ou não mostrar e não conseguir alertar devidamente para os perigos associados? Mas isto é no domínio da informação, pois agora nas redes sociais parece que não haverá tolerância para vídeos extremistas. Google e Facebook, donos de algumas das maiores plataformas online, têm um novo sistema que bloqueia os conteúdos extremistas. Uma decisão acertada sabendo que grupos como o Daesh apoiam-se bastante nas redes sociais para promover o terror. E definitivamente que a Internet não foi criada para isto.

Boas leituras de domingo.

Lavabit confirmou o que todos desconfiavam: Quando este serviço de email foi alvo de uma investigação por parte das autoridades norte-americanas em 2013 especulou-se que a ação estaria relacionada com Edward Snowden. A confirmação chega agora, três anos depois. Os EUA queriam a chave de proteção do serviço e na altura todo o processo fez com que o serviço Lavabit estivesse sem funcionar prejudicando mais de 400 mil utilizadores.
Fonte: TechCrunch

Affinity Photo vai chegar aos equipamentos Windows: O serviço de edição de fotos tem estado ‘reservado’ para os utilizadores da Apple e já venceu alguns prémios. Agora a Affinity Photo revelou que a sua aplicação, que na prática é uma alternativa ao Adobe Photoshop e de preço mais baixo, vai chegar aos equipamentos com o sistema operativo Windows.
Fonte: The Next Web

Google e Facebook mais agressivos na remoção de conteúdos extremistas: As duas tecnológicas estão a usar uma ferramenta de inteligência artificial até aqui apenas destinada a bloquear conteúdos piratas para bloquearem conteúdos extremistas. Na prática é analisada a identidade única do vídeo, sendo eliminados todos os que partilharem o mesmo ‘ADN’.
Fonte: Reuters

Próximo iPhone com novos ‘olhos’: Com tantos rumores começa a ser difícil não acreditar que os próximos iPhone vão trazer grandes alterações nas câmaras fotográficas. As mais recentes indicações dão conta de um sensor maior no sucessor do iPhone 6s, enquanto o sucessor do iPhone 6s Plus deverá trazer mesmo dois sensores de imagem.
Fonte: Apple Insider

Segundo e último dia da Maker Faire Lisboa: O maior evento de ‘fazedores’ realizado em Portugal abre portas às 11 horas e prolonga as visitas até às 18 horas, altura em que haverá um concerto e uma cerimónia de encerramento. Durante o dia vão existir várias palestras dedicadas ao conceito de FabLab e na parte da tarde haverá também uma corrida de drones.
Fonte: Maker Faire Lisboa