Talvez já tenha ouvido falar do motor de busca DuckDuckGo, talvez não. Afinal de contas está a jogar no mesmo campeonato do todo-poderoso Google, do também imponente Bing, do popular Yandex e até do duradouro Yahoo!. Não admira que perante nomes como estes o motor de pesquisa criado em 2008 seja como um patinho feio no seu segmento de mercado.

Mas o DuckDuckGo tem mostrado ser um caso único e um projeto especial. Basta ver o seu lema: “O motor de busca que não o segue”. A questão da proteção da privacidade dos utilizadores tem de facto sido a grande bandeira da empresa e é assim que tem conseguido atrair utilizadores.




Em termos de estratégia o site de pesquisa está justamente no lado oposto da Google: enquanto a gigante norte-americana orgulha-se de apresentar resultados talhados para as preferências de cada pessoa, o DuckDuckGo mostra exatamente os mesmos resultados a todas as pessoas que fizerem a mesma pesquisa.

Isto porque o DuckDuckGo não conhece os seus utilizadores. Não armazena dados de navegação para saber as suas preferências. Se está de facto preocupado com a sua privacidade online então este é o motor de busca que deve usar. Pois da mesma forma que o motor de busca não sabe nada sobre si, os governos ou agências secretas também não deverão conseguir saber.

Criado há sete anos por Gabriel Weinberg, a DuckDuckGo Inc. tem agora cerca de 40 funcionários entre empregados a tempo inteiro e subcontratados. Em 2015 o motor de busca foi responsável por 3,25 mil milhões de pesquisas e gerou receitas superiores a um milhão de dólares.

Sim, apesar de ter um mantra diferente de outros motores de busca, o DuckDuckGo ganha a vida da mesma forma – vendendo publicidade. Se pesquisar por ‘future behind’ o primeiro resultado é um anúncio de um produto que está à venda na Amazon. O segundo já é um resultado de pesquisa orgânica.

A questão da privacidade agora até pode ser a missão de vida do DuckDuckGo, mas o motor de busca começou com o objetivo de ser uma alternativa com menos spam do que o Google e com um posicionamento de destaque para alguns serviços, como a Wikipédia – palavras de Weinberg em entrevista à Forbes.

“A pesquisa online é realmente apelativa para mim porque essencialmente tens espaço infinito. As pessoas podem escrever qualquer coisa e tu precisas de devolver algo interessante e que idealmente vai responder à questão sem procurares muito mais”, acrescentou o fundador.

Os momentos de viragem

Faz parte da política de transparência da empresa mostrar o crescimento que tem tido ao longo dos últimos anos. E é interessante analisar o crescimento de tráfego gerado pelo DuckDuckGo sobretudo pelos momentos em que esse volume aumentou de forma significativa.

duckduckgo crescimento

Em 2012, depois de a Google anunciar uma alteração e unificação na política de privacidade dos seus serviços, o DuckDuckGo cresceu. Depois de Edward Snowden revelar o escândalo de espionagem de escala global o DuckDuckGo explodiu. E mais recentemente a integração como uma opção de pesquisa nos navegadores Safari e Firefox colocaram a ferramenta num novo patamar de exposição e que continua a acelerar o seu crescimento.

Continua muito longe dos 100 mil milhões de resultados de pesquisa que o Google devolve aos seus utilizadores todos os meses. Mas o objetivo do DuckDuckGo nunca foi ser o maior motor de busca do mundo – está a percorrer o seu próprio caminho e os resultados têm sido positivos.

Para ter uma ideia, a empresa decidiu doar 225 mil dólares para financiar projetos de código aberto. A notícia de maio avançada pelo Business Insider acabou por apanhar muitos internautas de surpresa pois existe uma ideia que além da Google, quase ninguém consegue viver às custas de serviços de pesquisa. O DuckDuckGo mostra que não só vive, como ainda faz viver outros projetos graças a um posicionamento alternativo no segmento das pesquisas online.

Apesar de não estar assinalado no gráfico em cima, houve outro momento de mudança para o DuckDuckGo. Em maio de 2014 o motor de busca avançou com uma total remodelação visual, tornando-o num dos motores de busca com melhor interface e experiência de utilização.

duckduckgo-flat-design

Se navegar pelas páginas institucionais do serviço vai reparar que apresenta um estilo estilizado e os conteúdos têm muito espaço para respirar. Numa internet cada vez mais a abarrotar de conteúdos é sempre positivo ver serviços online que conseguem cumprir a sua função e ainda assim reservar algum espaço para transmitir uma maior sensação de organização aos leitores.

Quem são os utilizadores do DuckDuckGo?

Pessoas interessadas em temas tecnológicos, pessoas que lêem notícias de tecnologia. Ou seja, pessoas que estão mais em contacto com as questões e problemas da privacidade online e que acabam por ter uma maior consciência e controlo da sua pegada digital.




O perfil é traçado pelo site SimilarWeb que conduziu um estudo onde acaba por comparar diretamente o DuckDuckGo ao Bing, mas revela dados interessantes sobre o primeiro. Por exemplo, cada utilizador passa em média 10 minutos no motor de busca.

Quanto aos cinco sites mais populares entre os utilizadores do DuckDuckGo, estes são os resultados:

– Whitehatsec.com
– Github.com
– NYtimes.com
– 4chan.org
– YCombinator.com

Tirando o The New York Times são todos sites com um pendor tecnológico ou que estão de alguma forma ligados à cultura tecnológica da internet.

O que lhe pode interessar no DuckDuckGo

Além da questão da privacidade, um motor de busca tem de apresentar características interessantes para manter os utilizadores no serviço. No caso do DuckDuckGo uma dessas funcionalidades são as chamadas ‘respostas rápidas’.

As respostas rápidas são um carrossel de conteúdos que surge na parte superior do motor de pesquisa após introduzir os termos pelos quais procura. Por exemplo, se escrever ‘Daft Punk’ e depois selecionar o separador ‘Músicas’, o DuckDuckGo apresenta-lhe várias músicas do grupo que pode tocar diretamente do browser, graças a uma integração que tem com o serviço Soundcloud.

Mais: pode até comprar um álbum do grupo diretamente a partir desses resultados de pesquisa.

duckduckgo-interface-carrossel

Há uma outra ferramenta de integração que é bastante interessante no DuckDuckGo e que dá pelo nome de ‘Estrondos’. É uma funcionalidade de pesquisa por indexação que devolve os resultados diretamente de algumas páginas parceiras.

Os Estrondos são precedidos sempre do símbolo ‘!’. Depois dependo da letra que colocar a seguir estará a ativar um motor de busca diferente. Um exemplo. Se o seu termo de pesquisa fosse ‘!a HP’ o DuckDuckGo devolveria o resultado diretamente da página da Amazon possivelmente contento computadores, impressoras ou outros equipamentos da HP, pois no serviço a letra ‘a‘ está atribuída à Amazon.

Pode exigir uma curva de aprendizagem acentuada, sobretudo na perspetiva de decorar qual letra dá acesso a que motor de busca, mas com o tempo pode resultar num método mais pragmático de pesquisa.

No início de junho o motor de busca anunciou ainda uma nova funcionalidade que permite ao utilizador filtrar os resultados das pesquisas tendo por base um período temporal – se só quiser saber quais os resultados que foram publicados ontem relativos a essa pesquisa, o DuckDuckGo permite fazer essa segmentação.

Não são funcionalidades que criam um novo paradigma no segmento dos motores de busca, mas são funcionalidades que para quem não conhece a ferramenta, podem ser cativantes. Pelo menos valerá a pena experimentar uma vez.

Aplicações móveis

O DuckDuckGo tem ainda disponíveis duas aplicações móveis, uma para iOS e outra para o sistema operativo Android. São aplicações que trazem para o ambiente mobile e numa app dedicada a mesma experiência de utilização que é possível encontrar no motor de busca.

Mas no caso das aplicações existe uma forte ligação aos conteúdos. O segmento de pesquisa é apenas uma pequena barra na parte superior da aplicação, sendo o resto do interface ocupado por notícias de parceiros do DuckDuckGo e que englobam publicações de renome como ArsTechnica, LifeHacker, Vox, The Atlantic e TechCrunch.

Um dos aspetos a destacar na aplicação móvel é a velocidade e a fluidez da resposta do sistema, assim como o carregamento rápido dos artigos ‘parceiros’.

A aplicação móvel do DuckDuckGo acaba por ser uma alternativa para aqueles que procuram manter também a privacidade nas pesquisas que realizam no telemóvel e através de um sistema dedicado.

Então e porquê o pato?

Se chegou ao final do artigo e ainda está a pensar no porquê do nome DuckDuckGo e do símbolo do pato, bem, foi propositado da nossa parte. A verdade é que não existe um grande motivo para o nome do serviço. Gabriel Weinberg já explicou publicamente que a definição do motor de busca vem do jogo de crianças Duck Duck Goose – uma variante do jogo do apanha. Um dia o nome DuckDuckGo surgiu na cabeça de Weinberg, ele gostou, a sua mulher também e decidiu que usaria isso num dos seus serviços futuros.

Acabaria por ser o motor de busca a ser batizado com a definição DuckDuckGo. O ícone do pato foi apenas uma associação lógica ao nome que já tinha arranjado.

E para que não fiquem dúvidas, Weinberg garante: não há qualquer metáfora ou referência indireta escondida no nome. Não deixa de ser curioso que um projeto com um propósito tão forte não tenha um propósito por trás da marca que tem ajudado a espalhar a ideia de privacidade pelo pouco privado mundo da internet.

Sem mais artigos