Uem9YfT63ys

Define-se como o homem da curiosidade sem fim. Para melhorar ainda mais o cenário tem jeito para a bricolage e eletrónica. E ainda é fundador de um clube de pessoas especialistas em arrombar aloquetes. Evan Booth é o seu nome, mas também é conhecido como Terminal Curnocopia.

Há mais de um ano que não publicava um vídeo no seu canal do YouTube onde sobretudo em 2014 foi mostrando algumas invenções suas que tinham um objetivo: mostrar que os produtos comprados nas áreas comerciais dos aeroportos podem ser usados para construir armas letais. Mas voltou em grande.



A sua mais recente criação não pode ser considerada como uma arma letal, mas se lhe chamarmos um feito de engenharia e de destreza ‘faça você mesmo’ não estamos a exagerar. Na prática Evan Booth pegou numa máquina de café – o modelo é a Keurig K350 2.0 para o caso de alguém querer seguir-lhe os passos – e transformou-a numa mão robótica.

A mão foi apelidada de Hedberg

As únicas peças usadas na mão que não tiveram origem na máquina de café foi a fita adesiva e ainda uma bateria externa para alimentar os movimentos da mão.

O processo está todo resumido no vídeo de cinco minutos que encontra no topo do artigo. Mas na prática Evan Booth teve de dedicar muito mais tempo ao projeto: de acordo com a Motherboard, 199 horas, 56 minutos e 36 segundos.