A realidade virtual e as experiências imersivas são conteúdos nos quais o Facebook tem vindo a apostar. Mark Zuckerberg acredita que estes segmentos representam o próximo grande passo na área multimédia. Mas há muito trabalho a fazer para que as limitações tecnológicas não deitem por terra este sonho.

O Facebook anunciou estar a trabalhar num novo algoritmo que vai melhorar a estabilidade dos vídeos gravados em 360º, escreve o Engadget. Este é um passo importante pois nos vídeos imersivos quaisquer movimentos inconstantes podem resultar em indisposição ou tonturas do lado de quem está a ver.




Este sistema que está a ser desenvolvido terá como desafio ser eficaz num cada vez mais variado número de dispositivos de gravação, formatos de vídeo e também em resoluções distintas.

O Facebook diz estar começar os primeiros testes com esta tecnologia e o objetivo será disponibilizá-la a todos os que usam a plataforma do Facebook ou da Oculus para a promoção dos seus conteúdos. A gigante norte-americana usa uma técnica que mistura análise de imagem em 3D e 2D para evitar ‘tremidelas’.

O primeiro exemplo de como o novo sistema de estabilização vai funcionar já foi partilhado e pode ser visto aqui.

Além de melhorar a qualidade geral dos vídeos, o Facebook promete que o algoritmo será capaz de fazer uma renderização rápida dos conteúdos, o que não prejudicará o tempo de carregamento para as plataformas online.

Sem mais artigos