Quando em abril foi apresentado o projeto Facebook Surround 360, Mark Zuckerberg descreveu-o como o equipamento perfeito para gravar vídeos de alta qualidade em 360º. Na altura o CEO da rede social também prometeu que durante o verão seriam disponibilizadas todas as informações da câmara para que todos os interessados pudessem construir uma.

Agora a Facebook Surround 360 já está no GitHub, relata o TechCrunch. Na prática a tecnológica norte-americana está a dar a ‘planta’ da câmara, indica qual o material necessário comprar e também ensina a sua montagem.



Apesar de ser um projeto open source, com os utilizadores a poderem adaptar a câmara às suas necessidades específicas, não é um pacote ‘faça você mesmo’ acessível no preço: montar esta câmara custa 30 mil dólares, o equivalente a 27 mil euros.

Por exemplo, serão necessárias 17 câmaras de 4,1 megapíxeis da Point Grey, garantindo diferentes resoluções na gravação e que podem ir até ao 8K. Uma pessoa versada em montagens tecnológicas pode demorar até quatro horas a colocar a Facebook Surround 360 operacional.

Esta configuração de câmaras foi pensada para eliminar também a necessidade de grandes edições multimédia numa fase posterior, o que ajuda a acelerar mais o processo de produção de conteúdos imersivos.

A Facebook Surround 360 foi revelada na conferências de programadores F8

De certa forma o Facebook está a dar parte da sua investigação em realidade virtual para que haja uma maior adoção desta tecnologia junto dos produtores de conteúdos. Se houver conteúdos então a missão do Facebook em dominar o segmento VR será mais fácil de atingir.

Além das experiências imersivas, dos conteúdos mais cinematográficos e dos videojogos, o Facebook também quer ter um forte pendor de conteúdos noticiosos em realidade virtual.