Não é uma impressora 3D, mas é um complemento a estes equipamentos pois permite fazer prototipagem rápida e a um custo reduzido. A FormBox é um sistema que permite criar moldes que os utilizadores podem depois preencher com diferentes materiais, seja cimento, resina, gelatina e até chocolate.

A vantagem é que o formato da forma é criado pelo próprio utilizador – e aqui tanto pode recorrer a uma batata como a um objeto impresso em 3D. O projeto está neste momento com 249 mil dólares reunidos no Kickstarter, cinco vezes superior ao valor pedido pelos seus criadores, quando faltam ainda 25 dias para o fim da campanha de financiamento colaborativo.

Um dos aspetos curiosos da FormBox é o facto de necessitar de um aspirador para funcionar. Será o poder de sucção do aspirador que vai ajudar a moldar o material plástico que é aquecido na máquina.

Sendo um projeto destinado a makers – profissionais ou amadores -, o equipamento será acompanhado por uma biblioteca online de conteúdos, a Mayku. Nesta será possível encontrar dicas e tutoriais sobre como fazer determinados objetos.



Sem mais artigos