No início do ano tinham surgido rumores de que a Google estaria a trabalhar em dois dispositivos de realidade virtual. Um, focado no segmento mobile, já conhecemos – foi revelado como parte do Project Daydream. O outro seria um concorrente direto aos Oculus Rift e HTC Vive, mas que dispensaria a conexão a um equipamento externo.

Agora sabemos um pouco mais sobre este equipamento não anunciado. De acordo com a publicação Recode, a Google abandonou recentemente o desenvolvimento destes óculos de realidade virtual.



Estariam cerca de 50 pessoas a trabalhar no equipamento VR e teriam até desenvolvido um sistema operativo único, à parte do Android, para ‘alimentar’ o hardware.

A decisão de parar o desenvolvimento dos óculos terá sido tomada a favor da plataforma Daydream, isto é, a Google vai fazer uma maior aposta no ecossistema da realidade virtual e no sistema operativo Android como motor deste novo meio. A questão do hardware vai deixar que sejam outras empresas a tomar esse caminho.

O Recode refere ainda que este movimento não significa uma desistência da Google relativamente ao segmento da realidade virtual pois a divisão focada nesta tecnologia tem vindo a crescer dentro da tecnológica.

Atualização [19:04]: Entretanto o Engadget recebeu indicações de fontes anónimas que desmentem os relatos anteriores. Ao que tudo indica a Google ainda está a desenvolver um dispositivo que tenta quebrar as barreiras entre a realidade virtual e a realidade aumentada. O projeto Google Daydream continua a ser uma prioridade, mas será um esforço para uma iniciativa de hardware muito mais forte que virá nos anos seguintes.

O Engadget voltou a confirmar com as suas fontes que o equipamento que está a ser desenvolvido funciona de forma independente e não requer ligação a um smartphone ou computador.