A tecnologia não é boa nem má, tudo depende do uso que cada um lhe dá. Isso tanto é verdade para um simples portátil com ligação à internet, como será verdade para o armazenamento de ficheiros em ADN, como será verdade para a computação quântica. Na prática os bits quânticos, conhecidos como ‘qubits’, podem ser mais do que 0 ou 1 – os elementos basilares da computação como a conhecemos. Os qubits podem ser 00, 01, 10 e 11. Ou seja, potenciam uma resolução mais rápida dos cálculos, o que criará computadores muito mais rápidos. Se para a ciência, para a investigação académica e até para as grandes tecnológicas será sem dúvida uma vantagem, um computador quântico nas mãos erradas pode ser igualmente poderoso para más práticas. Possivelmente ainda estamos a alguns anos de distância desta realidade e por isso é que este novo anúncio do Google Chrome parece mais uma ação de charme. Mas ao mesmo tempo é importante para lembrar que é preciso começar a trabalhar já para enfrentar os desafios do futuro.

Bom final de semana.

Google está a testar nova tecnologia no Chrome para evitar ataques ‘quânticos’: A computação quântica vai trazer mais poder de processamento às máquinas e isso pode representar um perigo se exploradas por piratas informáticos – sistemas de tentativa-erro podem ser quebrados de forma muito mais rápida. Como o ‘seguro morreu de velho’ a Google já está a testar novas cifras tecnológicas no navegador Chrome para torná-lo à prova de ataques que ainda não existem.
Fonte: Wired

Primeira série online da National Geographic estreia a 3 de agosto: É uma das mais conceituadas e respeitadas publicações que abordam os temas da natureza e vida selvagem. Em breve a National Geographic vai estrear a sua primeira série de distribuição exclusiva através da internet. A partir do início de agosto poderá encontrar os episódios no site oficial da NG ou no seu canal do YouTube. A série vai ter 16 episódios, chamar-se-á wild_life e vai mostrar uma saga pela procura dos lobos da ilha de Vancouver.
Fonte: Engadget



Nvidia vai à guerra com a GTX 1060: A AMD dominou a atenção mediática durante algumas semanas graças à RX 480, uma placa gráfica de 200 dólares que é garantia de compatibilidade com dispositivos de realidade virtual. A rival Nvidia responde agora com a GTX 1060, uma GPU de 250 dólares e que promete uma performance semelhante à ‘antiga’ GTX 980. Garante 1.280 núcleos CUDA, uma velocidade de relógio de 1,7 GHz e 6GB de memória GDDR5. O novo componente da Nvidia fica disponível a 19 de julho.
Fonte: Ars Technica

Betas públicas do iOS 10 e macOS Sierra já disponíveis: Há por aí aventureiros que queiram deitar as mãos às mais recentes versões dos sistemas operativos da Apple? Aventureiros pois trata-se de software inacabados, mas funcionais o suficiente para poderem ser experimentados por todos os interessados. Do lado do macOS as grandes novidades são a integração da Siri e a maior cumplicidade com o iOS 10; já do lado do sistema operativo para iPhone existem várias reformulações que pode querer explorar – e se precisar da opinião de especialistas, também a temos.
Fonte: Apple

Mozilla pode ‘sacar’ mil milhões de dólares se a Yahoo for vendida: Em 2014 a Yahoo estabeleceu um acordo para que o seu motor de busca fosse o serviço pré-definido no Mozilla Firefox. Agora sabe-se que a Mozilla terá direito a uma cláusula de ‘mudança de controlo’, isto é, pode receber 375 milhões de dólares por ano até 2019. Sabe-se que esta cláusula pode ser ativada caso a Mozilla não goste do comprador da Yahoo – e serão vários os potenciais interessados -, mas não é certo que argumentos serão necessários apresentar para justificar que não se gosta de um comprador.
Fonte: Recode