A Google anunciou hoje uma nova iniciativa em Portugal que está relacionada com a formação em ferramentas digitais. O projeto Atelier Digital está acessível para os portugueses de todas as idades, com ou sem curso de ensino superior, empregados ou desempregados. Ainda assim o maior foco da iniciativa são os jovens por forma a prepará-los melhor para um mercado de trabalho cada vez mais competitivo.

O Atelier Digital divide-se em dois conceitos. O primeiro, disponível já hoje, passa por um curso de aprendizagem através de uma plataforma online. Ao todo existem 23 tópicos de aprendizagem e que vão ensinar diferentes temas: desde aprender a gerir a presença online, edição de vídeo ou trabalhar o posicionamento web através de conceitos como o search engine optimization (SEO).




Além de ser gratuito, este curso tem várias características que o tornam acessível. Em primeiro lugar não há um prazo para fazer a formação, a pessoa gere o seu calendário de acordo com as suas possibilidades. Em segundo lugar a plataforma online consegue fazer sugestões de aprendizagem mediante as necessidades específicas de cada pessoa.

Vamos imaginar que já tem à vontade com as ferramentas digitais, mas gostava de perceber melhor o que é o SEO. Basta dar esta indicação à plataforma – algo que é feito respondendo a um questionário quando inicia o curso -, que o sistema define o melhor plano de aprendizagem para aquele objetivo.

Cada tópico tem uma lição associada e cada lição é dada através de um tutorial de vídeo, havendo uma descrição em português para que os conteúdos possam ser acompanhados da melhor forma.

No final do curso há um exame que depois de concretizado garante aos formandos uma certificação reconhecida pela IAB Europe.

Pode aceder ao curso online em atelierdigitalportugal.withgoogle.com

O segundo conceito do Google Digital apenas vai arrancar em 2017, em datas ainda por definir, mas consiste na transposição dos cursos online para uma formação presencial. Por agora a Google tem acordo fechado para realizar o curso presencial em três cidades: Setúbal, Leiria e Aveiro.

Os cursos serão dados ao longo de três dias, num total de 24 horas de formação. As formações vão ser dadas por pessoas especialistas nas áreas digitais, confirmou a Google no evento de apresentação.

“A ideia é estender pelo país e atingir o máximo de alunos possível com os cursos presenciais. Mesmo sendo em Setúbal [por exemplo], é aberto a pessoas de outras faculdades. Queremos que as pessoas venham e se conheçam. A parte do networking é muito importante”, disse a responsável de marketing da Google Portugal, Ana Ravara.

Uma resposta para uma necessidade

Não é novidade que existe uma falta de profissionais versados em competências digitais no mercado português. Ao todo serão necessários 15 mil profissionais nos próximos anos para que as empresas consigam dar resposta a toda a procura que estão a fomentar neste segmento.

“O ritmo da tecnologia é rápido e está a mudar a forma como trabalhamos. Para agarrarmos as oportunidades precisamos das competências certas”, disse o diretor de assuntos institucionais da Google Portugal e Espanha, Francisco Ruiz.

“Portugal já provou ser um parceiro forte noutros projetos da Google. Portugal tem entusiasmo pela mudança. Vamos ver novas oportunidades para trabalharmos juntos. Com o Atelier Digital queremos colaborar para resolver o problema de falta de competências digitais”, acrescentou o executivo.

Francisco Ruiz disse mesmo que Portugal era um país chave para a Google. “Juntos, garanto, vamos encontrar as ferramentas e o conhecimento que os jovens precisam para terem sucesso na economia digital”, defendeu.

N.R. [05/12/2016 13:55]: Notícia corrigida para dar indicação de que os cursos presenciais vão ser dados nas cidades referidas, estando a Google a trabalhar com a CCISP para que os institutos politécnicos disponibilizem as suas instalações para formação.