Local: Game Developers Conference, São Francisco.

Data: 19 de março de 2019

Acontecimento: Marco revolucionário na indústria dos videojogos

Muito provavelmente quando, daqui a uns anos, estivermos a estudar o desenvolvimento da indústria dos videojogos este vai ser uns dos cabeçalhos que vamos ler. Hoje, dia 19 de março de 2019, foi dado um passo muito importante para o futuro da indústria e para o aspeto dos videojogos no futuro. Futuro esse que podemos agora chamar de recente.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A google aproveitou a GDC 2019, que está a decorrer em São Francisco para apresentar o seu novo serviço gaming, o Stadia. O ano passado gamers espalhados pelo mundo tiveram a possibilidade de experimentar Assassin´s Creed Odyssey através do google chrome, o projeto que na altura foi apelidado de Project Stream foi, nada mais nada menos, que um teste interno para perceber se um serviço baseado em stream era viável.

Se com Project Stream os jogadores tiveram acesso a 60fps em 1080p (algo extraordinário) agora com o serviço Stadia os jogadores terão acesso a 4K, com 60fps e som surround… isto tudo sem a necessidade de ter hardware de topo. 

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Um dos principais parceiros da Google, Ubisoft, diz pela voz do seu CEO, Yves Guillemot, que “o poder e acessibilidade do streming dará, no futuro, a oporunidade a milhões de jogarem videojogos.”. E ainda que “isto é apenas o início, mal podemos esperar par continuar a colaborar com a Google naquele que será o futuro do Stadia“.

Mas como é que funciona?

Simples, para o utilizador final pelo menos, os jogos estarão a ser transmitidos dos data center da gigante tecnológica. Os jogadores que quiserem aceder aos títulos apenas terão ter um dispositivo com ligação à internet disponível… não interessa se é um computador topo de gama, uma TV (SmartTV com acesso ao browser Chrome ou através de Google Chrome Cast) ou mesmo um smartphone.

A google diz ainda que o serviço permitirá aos jogadores o acesso aos títulos de forma quase instantânea, cerca de 5 segundos… Algo tão simples como estarem a ver o trailer do vosso jogo favorito e no fim do vídeo serem “presenteados” com o botão “Jogue Agora”, carregam nesse botão e já está…

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Algo que me chamou à atenção durante a apresentação do serviço foi o facto de existir a possibilidade de trocar de dispositivo de forma instantânea sem perder o progresso no jogo, ou seja, num segundo estão a jogar na TV e no segundo seguinte estão no tablet ou smatphone.

E o hardware?

A “consola” da Google, como referi anteriormente, são os próprios data centers da empresa, isto traduzido para teraflops é algo como 10.7. Sim 10.7 Teraflops. Este número redondo é o número de cada unidade GPU, sendo que o CEO da Google deixou bem claro que os devs podem criar jogos pensados para utilizar múltiplos GPUs.

Se na data de lançamento, anunciado para 2019, o Google Stadia oferecerá jogos 4K a 60fps está pronto para a “next big thing” e no futuro poderá mesmo apresentar jogos em 8K a correr a mais de 120fps.

Com as especificações que ficamos a conhecer durante a apresentação podemos dizer que a tecnológica está pronta para a battle royale da indústria dos videojogos, o serviço rivaliza diretamente com consolas que por agora não passam de rumores, como a PlayStation 5 ou a Xbox Scarllet. Podemos ainda afirmar que a nível de mobilidade, Google Stadia apresenta-se como um serviço que pode ser visto como concorrência direta da também revolucionária Nintendo Switch.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

A Google apresentou ainda um comando próprio, embora possamos usar qualquer comando suportado pelo dispositivo que estivermos a usar. O comando, com ligação direta ao videojogo via wi-fi, apresentado pela Google traz dois botões bastante interessantes:

Capture Button – Com este botão podemos fazer share imediato do conteúdo que estamos a jogar, este share pode ser feito através dos serviços de streaming da google, da nossa conta youtube ou com uma lista de amigos à nossa escolha. Podemos ainda guardar o vídeo apenas para nós.  

Google Assistant Button – Nunca tiveram presos numa parte do jogo e tiveram que ir ao google para ver como passar? Agora passa a ser mais fácil, clicam no botão e pedem ajuda ao Assistant da Google… isto tudo sem sair do jogo.

Pequenas grandes surpresas

Durante a apresentação ficamos ainda a saber que:

 

  • O título DOOM Eternal vai estar disponível no novo serviço da Google, em 4K HDR e a correr a 60fps.
  • Multiplayer, segundo a tecnológica, vai ser baseado numa ligação user to user sem nunca sair do serviço cloud da empresa. Isto faz com que o latência seja coisa do passado
  • A Google é amiga de todos e mostra-se disponível para Cross Platform Play, incluindo os saves
  • Jogos como NBA 2K19 e Tomb Raider também apareceram na apresentação da Google
  • Steam Connect: Imaginem-se a jogar Blackops 4 e terem acesso à visão dos vossos colegas de equipa também…
  • Crowd Play: Querem jogar com o vosso criador favorito? Simples, sigam o link e entrem na mesma sessão multiplayer (controlo sob este serviço será do criador)
  • Stadia Games and Entertainment, o novo estúdio da Google liderado por Jade Raymond.
  • Google não indicou qualquer tipo de valor associado ao serviço ou se o mesmo funcionará através de subscrição.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Podem ver estas e todas as outras novidades apresentadas pela Google na GDC em São Francisco aqui:

 

 

 

Sem mais artigos