A GoPro é uma das empresas que está a tentar capitalizar o seu portfólio de equipamentos para o segmento da realidade virtual. Além de uma parceria com a Google que resultou na criação de um anel de captação de vídeo com um total de 16 câmaras, a empresa também tem uma proposta própria.

Chama-se Omni e é uma configuração composta por seis câmaras GoPro que estão sincronizadas entre si. Esta é uma proposta ‘chave na mão’ já que o utilizador não precisa de fazer montagem de equipamento ou grandes configurações técnicas.



O objetivo é facilitar a produção de vídeo em 360º e diminuir ao máximo o grau de dificuldade de pós-produção. A tecnológica norte-americana diz que o sistema de sincronização implementado no sistema permite ‘costuras’ muito detalhadas nos vídeos e que vão até ao nível dos píxeis.

A Omni vai começar a chegar às mãos dos clientes que fizeram a reserva do equipamento a partir da próxima semana, dia 17 de agosto, altura a partir da qual o equipamento estará disponível também para novos clientes.

A GoPro Omni tem um preço de 4.999 dólares – o equivalente a 4.500 euros – e que também inclui o programa Omni Importer que permite mais tarde editar o vídeo imersivo no computador.

O preço pode ser impeditivo para a maior parte dos consumidores, mas a Omni neste momento está mais segmentada para a produção profissional de conteúdos. A título de comparação o sistema de gravação de vídeo em 360º do Facebook pode custar cerca de 30 mil dólares a ser montado.

A GoPro está ainda a trabalhar noutras propostas para o segmento da realidade virtual como um sistema de transmissão em direto de conteúdos imersivos e que podem ser vistos em equipamentos como os Samsung Gear VR.

Sem mais artigos