Acer Starbreeze, Google, HTC Vive, Oculus, Samsung e Sony Interactive Entertainment juntaram-se para criar a Associação Global de Realidade Virtual (GVRA na sigla em inglês), um organismo que pretende definir standards para a indústria de realidade virtual.

A GVRA reúne assim quase todos os nomes grandes do segmento VR da atualidade. De fora, por agora, ficam a OSVR e a Microsoft, ainda que as ambições da empresa responsável pelo Windows na realidade virtual sejam muito recentes.




“A missão da GVRA é promover o desenvolvimento responsável e a adoção da realidade virtual globalmente, dialogar com as partes interessadas, e investigar. A GVRA vai ser um recurso para a indústria, consumidores e decisores interessados na realidade virtual”, lê-se na página oficial da organização.

“A realidade virtual tem o potencial de ser a próxima grande plataforma de computação, melhorando sectores que vão desde a educação até à saúde, e contribuindo significativamente para a economia global”, escreve a GVRA no seu primeiro comunicado.

A organização não tem fins lucrativos e ao conseguir juntar na mesma mesa nomes como a Google, Sony, Facebook e HTC mostra que será um grupo que vai procurar o desenvolvimento da realidade virtual, deixando as rivalidades para os produtos de consumo.

A GVRA está ainda à procura de novos membros para a organização, pelo que será expectável que durante o ano de 2017 o número de empresas parceiras venha a aumentar de forma significativa.

Destaque ainda para o facto de esta associação começar já com quase todos os nomes grandes da indústria, ao contrário de outras iniciativas que surgem e que só com o tempo conseguem atrair a atenção das maiores tecnológicas do mundo.