Tinder. Ok Cupid. Badoo. Bumble. São todas aplicações que permitem descobrir a sua ‘cara metade’ através da internet. E é neste segmento já concorrido que a happn tenta destacar-se: é uma rede social que também permite criar novas amizades online, mas tudo começa na vida real. Explicando: as pessoas que lhe são sugeridas são pessoas com quem já se pode ter cruzado na vida real.

Criada no ano de 2014 em França, o grande objetivo da happn é permitir que as pessoas consigam encontrar de forma simples na internet as pessoas com quem está a partilhar o mesmo espaço. Por exemplo, já pensou ter visto o seu amor platónico numa viagem de comboio? Quem sabe se a happn não consegue dar uma ajuda.



A aplicação usa o sistema de geolocalização do smartphone para registar todos os utilizadores que se cruzaram e essa informação fica registada no perfil de cada um. E para que possa ter a crush perfeita – termo usado para definir quando duas pessoas disseram gostar uma da outra – existe integração com: o Facebook para ficar a conhecer quais os gostos em comum; o Instagram para ver outras fotos da pessoa; o Spotify para que possa conhecer as suas preferências musicais.

A aplicação já conta com 20 milhões de utilizadores em todo o mundo. E em Portugal? A happn disponibilizou vários dados ao FUTURE BEHIND que permitem conhecer melhor o típico utilizador português da happn.

Utilizadores Happn Portugal Utilizadores Happn Portugal Utilizadores Happn Portugal Utilizadores Happn Portugal Utilizadores Happn Portugal Utilizadores Happn Portugal

N.R. [17:30h de 30/08/2016]: Clarificada a forma como a aplicação funciona e retirada a referência errada ao facto de a happn já ter publicitado na televisão portuguesa.



Sem mais artigos