A tecnológica chinesa tem conseguido nos últimos anos escalar no mercado dos smartphones, tanto ao nível das vendas, sendo o número três mundial, como ao nível da qualidade dos seus equipamentos – o Huawei P9 Plus é disso prova. Mas desta vez a Huawei decidiu trazer para a IFA 2016 uma nova gama de smartphones que vão lutar num patamar abaixo dos grandes topo de gama.

Os Huawei Nova e Nova Plus destacam-se pela tentativa de conjugação de boas especificações técnicas, bom design e boa qualidade de construção, sem que o preço suba muito além dos 400 euros.



O Huawei Nova apresenta-se com um ecrã de cinco polegadas e resolução Full HD, processador Snapdragon 625 de oito núcleos a 2Ghz, 3GB de memória RAM, 32GB de armazenamento interno, um sensor fotográfico de 12 megapíxeis e uma bateria de 3.020 mAh.

Já o Huawei Nova Plus tem um ecrã de 5,5 polegadas com resolução Full HD, processador Snapdragon 625 de oito núcleos a 2Ghz, 3GB de memória RAM e 32GB de armazenamento interno. Por seu lado o sensor fotográfico é de 16 megapíxeis e a bateria de 3.340 mAh, sendo estes os dois elementos que o destacam do ‘irmão’.

Apesar de semelhantes no design e na construção em alumínio, os equipamentos também acabam por ter algumas diferenças no aspeto. O Huawei Nova Plus tem uma saliência na câmara fotográfica traseira e uma faixa preta nessa zona que faz lembrar o design do Nexus 6P. O Nova Plus também tem o leitor de impressões digitais num formato arredondado, enquanto o Huawei Nova usa um mais ‘vintage’ leitor de formato quadrado.

Ambos os smartphones apresentam ainda suporte para ligações 4G de categoria 6 – até 150 Mbps de largura de banda -, leitor de impressões digitais e entrada USB-C. O Nova e Nova Plus vão chegar ao mercado em outubro com Android 6.0 ‘Marshmallow’ e vão custar 399 e 429 euros respetivamente.

Sem mais artigos