A Sony iniciou a abertura da sua conferência na E3 2016 com uma demonstração de jogabilidade do novo God of War. No vídeo é possível ver um Kratos mais velho, claramente mais calmo e a tentar manter a calma. E tudo tem uma razão: é que o espartano mais violento da PlayStation é pai e tem um filho à sua guarda.

Os estúdios Sony Santa Monica voltam a pegar no semideus grego e apesar dos quase dez minutos de jogo mostrados, a verdade é que ficamos sem saber qual a trama que está por trás desta nova aventura. As aventuras de Gof of Wae tudo indica Kratos não vai estar sozinho nesta sua nova aventura, com o seu filho a poder acompanhá-lo naquilo que a personagem chama de um “novo início”.

O jogo apresenta-se com gráficos de qualidade, mas o destaque vai para a alteração do formato de jogo e jogabilidade. Tal como o próprio Kratos, God of War parece estar muito mais maduro e sério. A espetacularidade dos combates continua lá pelo que foi possível ver, mas o jogo assume agora uma perspetiva na terceira pessoa mais próxima da personagem de jogo.

Este novo God of War parece aprender um pouco com jogos de ação como Rise of the Tomb Raider, algo que fica claro nas transições quase impercetíveis entre cinemáticas e jogabilidade real.

Outro elemento de destaque é o facto de Kratos apresentar-se com um machado como arma principal e não a sua arma de predileção, as Blade of Chaos.

O último jogo da série, God of War: Ascension, foi lançado em 2013 para a PlayStation 3.



Sem mais artigos