Uma mesa, várias mãos dispostas lado a lado. Umas têm ligamentos entre as articulações, outras não. Quem se aproxima começa a perceber que são feitas numa impressora 3D, mas estes não são membros decorativos, são mãos que têm como missão dar uma nova oportunidade a algumas pessoas.

Por exemplo: Carla Rocha e o namorado aproveitaram a presença na Maker Faire Lisboa para ajudar uma família local. O filho precisa de uma mão-prótese e os representantes do projeto E-nable the Future já tiraram o molde do membro que mais tarde vai permitir construir uma mão para a criança.

Vão usar uma impressora 3D e o resultado final apesar de não ser tecnologicamente avançado, permitirá pelo menos que a criança consiga agarrar alguns objetos.

 

Mas os projetos desta plataforma não ficam por aqui. O crânio que vê na imagem é uma impressão do crânio de um amigo do namorado de Carla. Tem um desvio nasal e com a ajuda do modelo impresso em 3D os médicos podem avaliar melhor não só o desvio em si, como o próprio processo de cirurgia.