Mario Party Superstars

Mario Party Superstars – Análise

Desde 1998, a Nintendo lançou vários jogos dentro da franquia Mario Party. Foi aparecento nas suas variadas consolas e foi sofrendo alterações que por vezes nos faziam sentir nostálgicos pelos jogos da Nintendo 64 e Gamecube. As várias entradas na série já começavam a ser todas muito iguais e poucas diferenças havia. Mas, Mario Party Superstars oferece uma seleção dos tabuleiros clássicos e muitos minijogos que nos deixará agarrados por horas a fio.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

.

Mario e o jogo da glória

Uma das primeiras coisas que notamos é que Mario Party Superstars é um jogo muito bonito e encaixa perfeitamente na Switch, que parece ainda mais poderosa do que é. Os tabuleiros são vibrantes e coloridos e dá gosto olhar para o ecrã. Cada localização foi muito bem atualizada para a consola mais moderna da Nintendo e os veteranos da série irão reconhecer imediatamente os tabuleiros e a aldeia Mushroom.

E não se trata apenas de uma modernização, já que cada tabuleiro flui melhor que os originais, têm mais eventos especiais, novos espaços e algumas novidades. Pode abrandar o ritmo de jogo, mas é muito divertido no geral.

Mini, mas muitos jogos

No que concerne aos minijogos, Mario Party Superstars tem uma escolha enorme e bastante variada. Muitos dos icónicos jogos de toda a série Mario Party estão presentes, desde os mais divertidos aos mais desafiantes. No modo party normal, todos os tipos de jogos vão para o mesmo pote, não há distinção entre os normais e de batalha, o que faz algum sentido já que em Superstars os jogos de batalha são raros. Não deixa de ser um pouco desapontante que quando estamos a jogar com mais pessoas os jogos de batalha são difíceis de aparecer porque nós queremos é sangue! Se houvesse algum update no futuro, definitivamente que gostaria que estes jogos aparecessem com mais frequência.

Mario Party Superstars

Ainda nos minijogos, podemos jogá-los na opção Mt. Minigame, neste modo podemos jogar a solo, online ou localmente com amigos. Aqui temos sete modos, Free Play, Trio Challenge, Sports and Puzzles, Coin Battle, Daily Challenge e Survival. Cada um oferece diferentes seleções de jogos e os amantes destes minijogos vão adorar simplesmente entrar e fazer uma ou duas partidas.

Mas o melhor de Mario Party Superstars é mesmo o jogo de tabuleiro. Como falámos, cada tabuleiro flui muito melhor que os originais, mas há algumas alterações que os jogadores mais antigos poderão não gostar. A raridade dos jogos de batalha é uma como referimos, e outra é a abundância de eventos que apenas se perde muito tempo em jogo. Existem muitos espaços de sorte nos tabuleiros (podemos por armadilhas, por exemplo) e é não se consegue fazer duas jogadas de seguida sem cair num e o mesmo acontece para todos os outros espaços de eventos, ou seja, há muito mais a acontecer numa jogada de Mario Party Superstars o que significa que o jogo é muito mais lento que os outros da série. Se uma partida de 15 jogadas pode durar uns 45 minutos, imaginem uma de 30 jogadas.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Temos mais itens (não há restrições de compra na loja), e o jogador que estiver em primeiro lugar pode comprar canos dourados (que levam o jogador diretamente a Toadette que nos vende a tão valiosa estrela) como qualquer outro jogador, e se esse jogador já leva um grande avanço, com esta benesse ainda fica com uma vantagem ainda maior. Os tais espaços de sorte poderão ajudar nisto, mas não dinamiza o jogo, sendo um caso que os ricos ficam mais ricos e os pobres mais pobres.

Quando não há amigos, joguem online

Um dos modos que eu mais esperava era o online, que ajuda nos momentos que não temos os amigos em casa, mas com a infraestrutura online da Nintendo, por vezes é complicado.

O lag é notório em algumas partidas e nota-se também a falta de atenção a pequenos pormenores. Uma coisa tão simples quanto o seguinte, se um dos jogadores cair, não podemos adicioná-lo de novo. O host tem de parar o jogo em curso, sair para o menu e refazer a sala de jogo. Acho que são pequenas coisas que deveriam ser pensadas de início e que em jogos da Nintendo pecam muitas vezes.

Despertem o colecionador em vós

Uma das melhores coisas em Mario Party Superstars é a quantidade enorme de coisas para desbloquear. Enquanto jogamos e ganhamos moedas, ranking e títulos.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

As moedas são usadas para comprar novas músicas, cartões para o jogador (imagens de fundo para personalizar a nossa tag), entradas na enciclopédia e stickers. Estes últimos são muito engraçados de utilizar, primeiro porque a arte é lindíssima e segundo, porque a jogar online é uma maneira de comunicar com os outros jogadores e criar situações engraçadas só ao usar imagens. Todo o conjunto de colecionáveis adiciona muito à experiência, principalmente se jogarem com crianças porque adoram a arte da Nintendo.

patreon

Considerações finais

Mario Party Superstars é uma bela combinação do melhor que a Nintendo faz e ao juntar pormenores de todos os Mario Party até agora todo o pacote é realmente bom.

Segue o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Uma excelente seleção de minijogos e com maneiras diferentes de os aproveitar aliado aos cinco tabuleiros à escolha faz com que seja um grande jogo familiar e também online com desconhecidos. Aliás, a única má experiência que tive foi mesmo com o online que é funcional quanto baste, mas que no geral não abala a satisfação de jogar um jogo de tabuleiro digital excelente com todo o charme que a Nintendo traz para a mesa.

nota 4
Clica na imagem para mais informação sobre as nossas classificações

+ Arte excelente
+ Jogar localmente é muito divertido
+ Narrativa central competente e divertida

– A experiência online não é a melhor
– Alguns jogos podem demorar muito tempo

N.R.: A análise a Mario Party Superstars foi realizada numa Nintendo Switch com acesso antecipado a uma cópia do jogo cedida pela Nintendo Portugal