O mundo dos videojogos pode ser comercialmente dominado pelas grandes produções como Firewatch, Doom, Fallout 4 e The Divisio, como aconteceu em 2016. Mas o segmento dos videojogos não fica de todo encerrado nos chamados títulos AAA.

Nos últimos anos os jogos produzidos por estúdios independentes têm conseguido destacar-se pela sua qualidade, o que por sua vez tem conquistado a crítica especializada e a opinião dos jogadores.




Her Story, Shovel Knight, Spelunky, Gome Home, Fez, Minecraft ou Guacamelee! são apenas alguns exemplos de jogos independentes que nos últimos anos conseguiram impôr-se entre os grandes da indústria, mesmo com os seus orçamentos reduzidos.

Estes casos de sucesso têm dado um novo fôlego à indústria dos jogos independentes e o ano de 2016 foi pródigo em ‘pequenas grandes’ produções. O Independent Games Festival (IGF) é um festival dedicado ao movimento indie que decorre dentro da maior e mais ‘comercial’ Games Developer Conference.

Há 18 anos que o IGF distingue os melhores jogos indie desenvolvidos e a lista para os prémios deste ano já foi revelada. Se está à procura dos melhores videojogos indie, então é provável que estejam nesta lista.

Melhor jogo feito por um estudante

Diaries of a Spaceport Janitor (Sundae Month)

Lily, Colors of Santa Luz (Lily, Colors of Santa Luz Team)

Un Pas Fragile (PAF team)

FAR: Lone Sails (Mr. Whale’s Game Service / Mixtvision)

Frog Climbers (TeamCrew)

Bamboo Heart (Sokpop Collective)

Melhor áudio

The Flame in the Flood (The Molasses Flood)

GoNNER (Art in Heart)

Virginia (Variable State)

Hyper Light Drifter (Heart Machine)

Everything (David OReilly)

Inside (Playdead)

Excelência em design

Imbroglio (Michael Brough)

Ultimate Chicken Horse (Clever Endeavour Games)

Duskers (Misfits Attic)

Overcooked (Ghost Town Games)

Event[0] (Ocelot Society)

Quadrilateral Cowboy (Blendo Games)

Excelência em narrativa

Ladykiller in a Bind (Love Conquers All Games)

1979 Revolution: Black Friday (iNK Stories)

Virginia (Variable State)

Orwell (Osmotic Studios )

Event[0] (Ocelot Society)

One Night Stand (Kinmoku)

Excelência em arte visual

The Flame in the Flood (The Molasses Flood)

Inside (Playdead)

Virginia (Variable State)

Old Man’s Journey (Broken Rules)

Hyper Light Drifter (Heart Machine)

She Remembered Caterpillars (jumpsuit entertainment)

Prémio Nuovo

Islands: Non-Places (Carlburton LLC)

Close (Tobias Zarges and Moritz Eberl)

Diaries of a Spaceport Janitor (Sundae Month)

Oiκοςpiel, Book I (David Kanaga)

Everything (David OReilly)

Virginia (Variable State)

Mu Cartographer (Titouan Millet)

Lieve Oma (Florian Veltman)

Grande Prémio Seumas McNally

Inside (Playdead)

Stardew Valley (ConcernedApe)

Quadrilateral Cowboy (Blendo Games)

Event[0] (Ocelot Society)

Hyper Light Drifter (Heart Machine)

Overcooked (Ghost Town Games)

Na informação publicada pelo IGF existe um grande número de videojogos que não estando diretamente nomeadas, receberam menções honrosas por parte do júri. Pode conferir todas as menções neste link.

O grande vencedor – o jogo que receber o prémio Seumas McNally – vai ganhar um ‘cheque’ com 30 mil dólares. No dia 1 de março serão revelados os grandes vencedores.

Sem mais artigos