A edição de vídeos imersivos e pensados para a realidade virtual pode ser exigente pois os computadores precisam de lidar com um grande número de informação de diferentes câmaras e encontrar os pontos de ligação certos. Então quando a tarefa passa por transmitir em direto estes conteúdos a dificuldade do desafio multiplica-se.

A pensar nos produtores de conteúdos para VR a Nvidia anunciou uma nova versão da plataforma de desenvolvimento VRWorks que consegue lidar, com maior simplicidade, com os conteúdos de até 32 câmaras em simultâneo.



O novo SDK destina-se para vídeos em formato diferido ou em direto e tem suporte para diferentes equipamentos de captação de imagem. O segredo está na otimização que o SDK consegue fazer da renderização através da placa gráfica, o que torna o processo mais veloz e ao mesmo tempo mais inteligente pois consegue fazer mais cálculos para criar a melhor ‘costura’ entre os vídeos.

Para tirar partido desta ferramenta será necessário fazer-se acompanhar de placas gráficas poderosas e que consigam lidar com o grande fluxo de informação gerado pelo processo de edição do vídeo.



No evento Siggraph 2016, dedicado a tecnologia de computação gráfica, a Nvidia vai ter um sistema de realidade virtual em 4K e em direto para mostrar o poder do VRWorks – não sendo ainda certo qual o número máximo de câmaras em Ultra HD que o sistema suporta.

A plataforma VRWorks vai ficar disponível para os programadores no final do ano e os interessados podem fazer um registo numa das páginas oficias do projeto.

Sem mais artigos