Uma das vantagens claras que existia entre os HTC Vive sobre os Oculus Rift era o facto de o equipamento da HTC suportar experiências room scale, isto é, experiências de grande escala que permitem ao jogador deambular por uma área de jogo maior e que serve para trazer uma maior sensação de imersão.

De acordo com o Engadget foi disponibilizada uma atualização de software que trouxe essa característica também para os Oculus Rift, ainda que por agora seja muito difícil tirar partido da mesma. Isto porque para experiências de grande escala são necessários vários sensores de reconhecimento de posicionamento.




Enquanto os HTC Vive trazem dois destes sensores de origem, os Oculus Rift vêm apenas com um. A atualização de software permite que até quatro sensores sejam ligados aos Oculus, mas por agora não existe forma de comprar os sensores de forma separada.

Na prática mais sensores de reconhecimento traduzem-se numa maior precisão dos movimentos e também numa leitura mais rápida. Isto significa uma sincronização quase perfeita entre o movimento físico e o movimento no mundo digital.



Por outro lado também será necessário ter os controladores Oculus Touch para poder tirar partido desta novidade, mas os comandos ainda não foram lançados no mercado.

A Oculus VR já prometeu várias novidades relacionadas com os controladores para a sua conferência de programadores, a Oculus Connect, que vai realizar-se em outubro deste ano.