Um dia ainda nos vamos debruçar sobre a OnePlus e sobre a estratégia que a empresa montou de forma exímia. Da noite para o dia esta marca chinesa conseguiu fazer com que os seus smartphones sejam considerados por qualquer utilizador que procura um dispositivo de gama média-alta ou alta.

A OnePlus conseguiu fazer em três anos o que algumas empresas ao fim de dez ainda não conseguiram concretizar. Mas hoje o motivo de interesse é outro.




A tecnológica apresentou um novo smartphone. E também para este modelo a OnePlus escolheu uma estratégia diferente: em vez de tentar fazer alterações significativas no smartphone, concentrou-se naquilo que realmente importa. A OnePlus pegou no seu telemóvel topo de gama e colocou-lhe melhores especificações técnicas nos elementos em que o dispositivo ficava a perder para a concorrência.

No global o equipamento pode parecer igual, nos detalhes técnicos não.

O OnePlus 3T fica disponível no dia 28 de novembro na Europa

Escreve o The Next Web que a OnePlus respondeu com um “porque não?” quando foi questionada sobre o motivo de lançar uma nova versão do seu smartphone topo de gama quando o modelo até aqui líder, o OnePlus 3, nem seis meses de mercado tem.

É de facto uma decisão que pode causar estranheza pois dentro dos smartphones topo de gama os consumidores estão acima de tudo habituados a um ciclo de atualização anual: prática seguida por Apple, Samsung, LG, Huawei, entre outras.

É verdade que a Sony já teve uma estratégia parecida com a que a OnePlus revela agora, apresentando um novo smartphone topo de gama a cada meio ano. Mas enquanto a Sony tentava fazer com que os seus Xperia Z parecem diferentes uns dos outros, o OnePlus 3T no aspeto é igual ao OnePlus 3.

As diferenças

Consegue encontrar as diferenças entre os equipamentos?

OnePlus 3


Ecrã: 5,5 polegadas
Resolução: 1.920x1.080 píxeis

Densidade de píxeis: 401 ppi

Rácio de tamanho: 73,1%
Processador: Snapdragon 820 [2x2,15 GHz + 2x1,6 GHz]
Unidade gráfica: Adreno 530
Armazenamento: 64 GB
RAM: 6 GB
Sensor fotográfico: 16 megapíxeis
Sensor frontal: 8 megapíxeis
Abertura: f/2.0
Estabilizador de imagem: Sim
Vídeo Ultra HD: Sim
Bateria: 3.000 mAh
Bateria removível: Não
Carregamento wireless: Não
Carregamento rápido: Sim
USB: Tipo C
Cartão microSD: Não
Leitor de impressões digitais: Sim
Altura: 15,27 cm
Largura: 7,47 cm
Espessura: 0,74 cm
Peso: 158 gramas
Android: 6.0.1 'Marshmallow'


PREÇO:  399 euros

OnePlus 3T


Ecrã: 5,5 polegadas
Resolução: 1.920x1.080 píxeis

Densidade de píxeis: 401 ppi

Rácio de tamanho: 73,1%
Processador: Snapdragon 821 [2x2,35 GHz + 2x1,6 GHz]
Unidade gráfica: Adreno 530
Armazenamento: 64 GB
RAM: 6 GB
Sensor fotográfico: 16 megapíxeis
Sensor frontal: 16 megapíxeis
Abertura: f/2.0
Estabilizador de imagem: Sim
Vídeo Ultra HD: Sim
Bateria: 3.400 mAh
Bateria removível: Não
Carregamento wireless: Não
Carregamento rápido: Sim
USB: Tipo C
Cartão microSD: Não
Leitor de impressões digitais: Sim
Altura: 15,27 cm
Largura: 7,47 cm
Espessura: 0,74 cm
Peso: 158 gramas
Android: 6.0.1 'Marshmallow'


PREÇO:  439 euros

Mesmo sem testar o equipamento, parece claro que a OnePlus apresenta aqui uma nova proposta de valor apetecível – tanto em comparação com outros dispositivos topo de gama do mercado, mas acima de tudo quando em comparação com o ‘antigo’ OnePlus 3.

Por apenas mais 40 euros os utilizadores levam para casa uma câmara frontal muito mais poderosa – em teoria -, uma bateria 13% maior e um processador que também garante mais desempenho.

Vai existir uma versão do OnePlus 3T com 128GB de armazenamento, mas ainda não há preço confirmado

O TechCrunch diz que o modelo OnePlus 3 vai desaparecer do mercado, mas por agora continua listado no site da tecnológica chinesa.

Porquê esperar um ano interior para lançar um dispositivo para fazer concorrência a outros dispositivos? Se esperasse um ano a OnePlus teria de confrontar-se possivelmente já com o Galaxy S8, com o ‘LG G6’ e com um provável sucessor do Xperia XZ. Assim, ao ser rápida na resposta ao mercado, a OnePlus coloca o seu 3T lado a lado com o Google Pixel.

Melhor: não terá de ser a empresa chinesa a responder à concorrência, a concorrência é que terá de saber responder à proposta da OnePlus, tanto em termos de especificações, como em termos de proposta de valor.

O slogan da OnePlus é Never Settle, ou algo como, Nunca Te Acomodes. Parece que é justamente isso que a empresa está a fazer.

Sem mais artigos