“Está completamente aos saltos o meu coração, estou a suar, nem sei onde é que estou”.

Francisco Santos era, claramente, um homem feliz. Juntamente com o seu amigo e colega de projeto Vasco Franco, ganhou a terceira edição dos Prémios PlayStation, uma iniciativa que promove o desenvolvimento de videojogos em Portugal e a criação de novos estúdios.

A dupla de jovens, que dá pelo nome de Duckling Studios, venceu a competição com o jogo Out of Line. Não só levou para casa o grande galardão do dia, como também acumulou ainda o prémio de melhor jogo atribuído pela imprensa especializada [N.R: Júri do qual o FUTURE BEHIND fez parte].

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Como é visível no vídeo, Out of Line destaca-se pela sua direção artística muito própria, a duas dimensões, e aposta as suas fichas na vertente de narrativa do jogo. Em termos de género este é um jogo de plataformas e de puzzles, tendo como linhas de inspiração os jogos Limbo, Bastion e Transistor.

“Tem uma componente de narrativa muito forte sobre a personagem principal, um rapaz chamado San, que existe dentro de uma fábrica juntamente com os outros irmãos. O que o jogador tem de fazer e tem de descobrir é o porquê de eles existirem dentro daquele sistema opressor e conseguir tirá-los de lá”, explicou Francisco Santos em entrevista ao FUTURE BEHIND.

O elemento da Duckling Studios não tem dúvidas em considerar que este foi um dia em que a arte se sobrepôs à tecnologia. O estilo simples, mas cativante de Out of Line tinha concorrentes tecnologicamente mais ambiciosos, como é o caso do jogo Rise of Denial e os seus gráficos vistosos, ou os jogos de realidade virtual Ganbatte, do estúdio Mimicry Games, e Iteration, do estúdio Those Kids – Iteration acabaria mesmo por ganhar o prémio de jogo mais inovador.

“Temos percebido que a iniciativa tem crescido de forma exponencial, no número de candidaturas e na qualidade. O envolvimento que temos tido por parte dos estúdios é cada vez maior e são vocês quem faz dos Prémios PlayStation uma iniciativa de sucesso”, destacou durante o evento o diretor de relações públicas da Sony Interactive Entertainment Portugal, João Lopes.

Leia também | Cinco videojogos portugueses para manter debaixo de olho

Agora Out of Line tem à sua frente uma grande responsabilidade – é o novo herdeiro dos prémios PlayStation. O jogo sucede a Strikers Edge, vencedor da edição de 2015 e que chega amanhã ao mercado, e também a VRock, um título com um desenvolvimento muito mais conturbado e cujo trabalho trocou recentemente de estúdio pela segunda vez, segundo conseguimos apurar.

“Estou num curso, sou um puto como todos os outros que andam por aí, mas quero fazer jogos. Ver o exemplo do Strikers Edge e do VRock dá motivação – toda a gente quer fazer jogos e se eles conseguem, nós também conseguimos”, salientou Francisco Santos.

Out of Line Duckling Studios

Vasco Franco, à esquerda, e Francisco Santos, com o galardão nas mãos, durante a gala dos Prémios PlayStation 2017. #Crédito: Future Behind

O porta-voz do estúdio não se compromete com uma possível data de lançamento para Out of Line, dizendo apenas que o desenvolvimento está ainda numa fase muito inicial e que há muito trabalho pela frente. “[Out of Line] Tem apenas a demo que mostrámos na Lisboa Games Week, se bem que já tem um trabalho de pré-produção bastante avançado, já existe uma estrutura bastante forte. Agora é a parte do colocá-lo em produção”, reforçou.

Dito assim pode parecer que é só meter mãos ao trabalho, mas no caso de Francisco Santos e Vasco Franco não é bem assim. Os dois jovens ainda estão a terminar o curso de animação e videojogos da ETIC – pelo que terão de saber conjugar o lado da formação com a nova responsabilidade de serem os herdeiros dos Prémios PlayStation.

“Vamos ter de trabalhar imenso, mas era isto que nós queríamos, estávamos a participar para ganhar. Já sabíamos o que era a responsabilidade de ganhar e acho que vai correr bem”, atirou o jovem Francisco a propósito desta questão.

Um dos elementos que certamente vai dar mais trabalho ao Duckling Studios é a integração do jogo com a plataforma PlayLink da PlayStation, aquela que permite jogar títulos recorrendo apenas a smartphones. “Já temos muitas coisas em mente. Claro que não as desenvolvemos inicialmente, porque era um projeto quase só nosso, e agora que ganha esta dimensão vamos conseguir aproveitar todas as possibilidades que a PlayStation nos dá”.

Como vencedor dos Prémios PlayStation, o jogo Out of Line ganha um prémio monetário de 10 mil euros, mais um apoio logístico e de marketing da Sony avaliado em 50 mil euros. Ou por outras palavras, ganhou a possibilidade de passar de sonho a realidade.

Banner Patreon Future Behind

Sem mais artigos