É nesta máxima que acredita um grupo de investigadores da Universidade de Standford, nos EUA. Os cientistas estão a usar túneis de vento onde simulam deslocações de ar com diferentes velocidades e também diferentes níveis de turbulência, relata a Motherboard.

Os académicos analisam o comportamento dos pássaros com a ajuda de câmaras de vídeo de alta velocidade e sistemas de monitorização de movimento. Os resultados são depois traduzidos em dados que permitem criar melhores robôs voadores, mais conhecidos como drones.

Obrigado pelas dicas Mãe Natureza.