Faltam poucas horas para o início daquele que já é, à segunda edição, um evento tecnológico de referência em Portugal. Às 9 horas de quinta-feira, 28 de setembro, é dado o pontapé de saída para três dias de Pixels Camp, evento organizado pela Bright Pixel e pela Beta-i.

Eventos de tecnologia há muitos, mas com o perfil e com a escala do Pixels Camp há poucos ou nenhum. Na prática este é um encontro que reúne algumas das pessoas com mais experiência, alguns dos talentos mais promissores e algumas das maiores empresas de tecnologia da atualidade.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

No Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, são esperados mais de mil participantes ligados a diferentes segmentos tecnológicos. Uns gostam mais de aplicações móveis, outros de soluções web, outros de quebrar a segurança destes dois, mas lá no fundo todos estão unidos pelo gosto da programação e pelo desenvolvimento de novos projetos.

O Pixels Camp é também um evento que se caracteriza pela diversidade. O concurso de programação é o grande fio condutor dos três dias, mas são famosas as suas atividades paralelas como a caça aos badges, o concurso de comida picante, as sessões de cinema, o desafio de segurança informática, o karaoke, o concurso de quizz e, claro, as talks.

Leia também | Pixels Camp: O (re)nascer da maior hackathon portuguesa

Juntamente com o concurso de programação, as apresentações são um dos grandes motores de interesse dos três dias do Pixels Camp. Há dezenas de talks às quais é possível assistir – para quem estiver no evento ou através da internet para quem estiver em casa – e é aqui que damos o nosso contributo.

Olhámos para todas as apresentações que vão ser feitas no Pixels Camp e decidimos escolher 14 talks que deve tentar não perder. São diversificadas nos temas, abordam questões, dificuldades e curiosidades distintas e entre si funcionam como um shot de informação tecnológica avançada. Não esquecer: são programadores a falar para programadores, portanto a bitola é elevada.

Pixels Camp

O mote da edição deste ano é ‘To the moon’. #Crédito: Pixels Camp / Medium

Introduction to machine learning: build your own or just consume | Por Javier Martínez

É engenheiro de sistemas do Google Cloud para Portugal e Espanha, mas no Pixels Camp vai dedicar a sua apresentação ao Tensorflow, um framework em código aberto e dedicado ao machine learning. A ideia da apresentação passa por ensinar os programadores a integrarem elementos de machine learning nas suas aplicações.

Stranger Things – The internet version | Por Tiago Henriques

O especialista em segurança informática vai partilhar com a audiência algumas descobertas inusitadas feitas pela sua empresa, a BinaryEdge. Quando se trata de estar conectado à internet, as pessoas e as empresas não deixam o assunto por mãos alheias e ligam tudo o que estiver ao seu alcance – é sobre estes ‘elementos’ estranhos ligados online e desprotegidos que Tiago Henriques vai falar. Durante a apresentação vai também haver a oportunidade de os participantes tentarem encontrar alguns dos seus equipamentos que estão online. Promete.

Frida all the things | Por Herman Duarte

Ainda na onda da segurança informática, Herman Duarte vai tentar aplicar alguma engenharia reversa para ‘desarmar’ uma aplicação do sistema operativo iOS. Para isso vai recorrer à Frida, uma ferramenta que permite executar estes processos de exploração de falhas nos mais populares sistemas operativos. Os pentesters vão querer marcar presença.

Bitcoin or Blockchain, what’s the difference? | Por Kevin Loaec

São dois dos temas mais ‘quentes’ de 2017: criptomoedas e blockchain. São áreas distintas, mas que não vivem uma sem a outra. Aqui no FUTURE BEHIND já explicámos porquê, mas Kevin Loaec vai tentar explorar melhor a razão pela qual existem tantas comunidades separadas de criptomoedas e blockchain. A resposta é mais complexa do que esta, mas fica aqui um aperitivo: enquanto uns procuram liberdade, outros procuram inovação.

React natively – Multiplatform development done better | Por João Anes

Uma apresentação para todos os que trabalham no desenvolvimento de aplicações móveis, têm prazos apertados e equipas de desenvolvimento curtas. João Anes vai explorar e detalhar as vantagens da React Native, uma framework de desenvolvimento criada pelo Facebook e que dá maior agilidade aos developers, sobretudo no desenvolvimento multiplataforma.

Hardware manufacturing, the secrets of China | Por Tocha

Nos últimos cinco anos este empreendedor português tem vivido e trabalhado em Shenzhen, a região chinesa conhecida como a capital do mundo de hardware. Partindo da sua experiência, Tocha vai falar sobre a abordagem que as empresas devem ter na criação de produtos físicos em grande escala, assim como das dificuldades que afetam empresas europeias ou chinesas. Produzir hardware é mais fácil do que nunca, mas não deixa de ser uma montanha-russa de emoções.

From iOS to desktops and consoles: porting Quest of Dungeons | Por David Amador

David Amador é um ‘velho’ conhecido de todos os que seguem o universo dos videojogos em Portugal. Quest of Dungeons tornou-se num jogo único na indústria portuguesa, ao estar disponível em todas as principais plataformas de gaming, desde a PlayStation 4 à Nintendo Switch. Nesta apresentação o empreendedor vai falar sobre a sua experiência na adaptação de uma única criação para máquinas e sistemas tão distintos.

Aiy, let’s talk! How to create your own voice assistant in a little cardboard cube | Por Ulises Gascón González

Os assistentes de voz estão a tornar-se muito populares, sobretudo graças aos sucessos comerciais de equipamentos como a Amazon Echo Dot ou o Google Home. Na sua apresentação, Ulises vai ensinar os participantes a desenvolverem os seus próprios assistentes de voz. Para isso vai recorrer à plataforma Google AIY, dedicada para projetos de voz.

Exploiting cryptographic vulnerabilities in real world applications | Por João Pena Gil

Falámos recentemente com João Pena Gil a propósito da sua passagem pela DEF CON, uma das maiores e mais importantes conferências de segurança informática do mundo. O investigador vai tentar provar que não é só pelo facto de um produto ter na sua descrição a palavra criptografia que isso é sinónimo de segurança. Ao longo das suas investigações João Pena Gil já conseguiu ‘crackar’ números de cartão de crédito e também passwords, e no Pixels Camp vai explicar como.

Train your own antivirus with machine learning | Por Xu Fu Ou

Jovem, se algum vez sonhaste em criar o teu próprio antivírus, então esta apresentação é para ti. O investigador da Checkmarx vai falar da sua experiência sobre como juntar técnicas de machine learning a aprendizagem supervisionada. Esta mistura pode ser usada para tarefas específicas, como ensinar um antivírus a ficar mais alerta para determinadas ameaças.

Building advanced bots | Por Steve Sfartz

A criação de sistemas automáticos de conversação tornou-se banal ao ponto de já existirem dezenas de bots disponíveis em plataformas como o Facebook Messenger, Skype ou Slack. A questão é: construir um bot é relativamente fácil, dar o passo seguinte nem tanto. Steve Sfartz vai abordar o básico da criação de bots, mas também vai falar nos aspetos que os programadores devem ter em conta na criação de bots mais robustos, profissionais e completos em termos de funcionalidades.

3D Streaming Toolkit for mobile and web applications | Por Tyler Gibson

As tecnologias de realidade virtual, realidade aumentada e realidade misturada estão a tornar-se ‘vulgares’. Do lado de quem desenvolve continua a existir um problema sobre como garantir a melhor experiência de utilização sem abrir mão da qualidade gráfica. Nesta apresentação falar-se-á do potencional das ferramentas de renderização cloud, que colocam parte do esforço de processamento fora dos equipamentos dos utilizadores, o que permite aos programadores focarem-se na otimização de outros elementos.

Diversity Panel

O mundo tecnológico, sobretudo o das grandes empresas norte-americanas, é conhecido pela sua falta de diversidade. Este painel pretende discutir justamente o tema da diversidade e tentar consciencializar as pessoas de que é hoje que se constrói o futuro e se o hoje não privilegia a diversidade, então vamos construir sociedades que vão repetir muitos dos erros já cometidos no passado.

1001 reasons to use Python | Por Gil Gonçalves

O currículo de Gil Gonçalves está recheado da palavra Python, portanto não é de estranhar a escolha da sua apresentação para o Pixels Camp. A linguagem de programação Python já é consideravelmente conhecida e usada, mas o especialista português ainda vai tentar converter mais alguns programadores nos seus 30 minutos em palco. Prós e contras e comparação do Python com outras linguagens de desenvolvimento são alguns dos pontos que vão ser destacados.

Sem mais artigos