Há uma grande expectativa relativamente à chegada do Android Wear 2.0. O sistema operativo traz novas funcionalidades, mas nenhuma é significativa o suficiente para gerar todo este suspense. A grande questão que todos querem ver respondida é o compromisso que a Google está disposta a assumir com esta plataforma. Depois da Motorola já ter ‘abandonado’ o barco e de o mercado dar claros sinais de fraqueza, vai a tecnológica de Mountain View continuar a insistir nos relógios? E aqueles dois relógios que a Google estava a preparar, sempre vão chegar? Já não falta tudo para fevereiro e aí a Google deverá responder a algumas destas questões.

Boa quinta-feira.

Houve registo de 31 incidentes com drones nos aeroportos em Portugal: De acordo com dados do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA), houve registo de 31 incidentes com drones durante o ano de 2016. Recorda-se que amanhã entra em vigor um quadro legislativo que regulamenta a operação de drones em Portugal.
Fonte: Jornal de Notícias




Projeto do drone Lily já não vai ser concretizado: É mais uma história de um projeto muito bem sucedido no crowdfunding – 34 milhões de dólares conseguidos em pré-vendas -, mas que não vai ser concretizado. Os fundadores da empresa Lily dizem que não conseguiram encontrar financiamento extra para iniciar a produção do drone, estando por isso agora a devolver o dinheiro às 60 mil pessoas que compraram em avanço o equipamento.
Fonte: The Verge

Google vai lançar Android Wear 2.0 no início de fevereiro: Um email enviado aos programadores de aplicações Android Wear revela que é intenção da Google lançar a nova versão do sistema operativo no início de fevereiro. Ainda não há uma data específica para o lançamento, mas será uma questão de dias até que a Google faça essa revelação. Os programadores estão a ser convidados a terem as suas aplicações prontas até lá para que possam tirar partido das novas funcionalidades do software.
Fonte: Android Police

Adobe está a desenvolver um assistente de voz que edita fotos: E se no futuro tivesse um assistente que editasse as fotografias por si e aos seus comandos de voz? Aparentemente é o que a Adobe está a preparar. A empresa revelou um vídeo um mostra este conceito em ação. A Adobe disse que estes são os primeiros passos no desenvolvimento da ferramenta, mas não se comprometeu com qualquer data de lançamento.
Fonte: The Next Web

Facebook estará a trabalhar em projeto que lê ondas cerebrais: Neste momento a rede social pode estar acima de tudo interessada em realidade virtual e em ligar à internet as pessoas que ainda estão ‘offline’, mas há outras ambições a crescer dentro do Facebook. A tecnológica estará a desenvolver um novo projeto de investigação na área das ondas cerebrais, estando a recrutar engenheiros para este novo desafio. O objetivo é criar a “plataforma de comunicação do futuro”, algo que pode assemelhar-se ao conceito de telepatia.
Fonte: Business Insider