A Apple já desenha os processadores dos seus dispositivos móveis, os chips da linha A, e os resultados são sobejamente conhecidos: os processadores garantem aos iPhone e aos iPad um desempenho topo de gama. Agora a marca da maçã quer aplicar a mesma lógica às unidades gráficas. Até aqui a Apple sempre licenciou a sua tecnologia gráfica à empresa Imagination Technologies, mas parece que a gigante de Cupertino quer controlar mais um aspeto da produção do iPhone. A notícia surge numa altura em que intensificam-se os rumores que dizem que as próximas gerações do iPhone vão ter funcionalidades e ferramentas dedicadas de realidade aumentada. A Apple até pode ter encontrado uma melhor fórmula para desenvolver GPU, mas pelas declarações da Imagination Technologies, um litígio entre as partes pode estar iminente.

Boa segunda-feira.

Jogo We Happy Few vai ser adaptado ao cinema: Não é uma grande produção como Call of Duty ou Destiny, mas foi um jogo muito bem recebido pela crítica especializada em 2016. O título de sobrevivência We Happy Few foi desenvolvido pelo estúdio Compulsion Games e a história alternativa do jogo parece ter cativado interessados para uma adaptação ao grande ecrã. Em We Happy Few os jogadores têm de sobreviver numa cidade onde todos os habitantes tomam uma droga que os torna estranhamente felizes e que os faz esquecer uma atrocidade que cometeram. O jogo é ainda uma linha temporal alternativa após os acontecimentos da Segunda Guerra Mundial.
Fonte: Variety




MEO terá de pagar multa de quase um milhão de euros: A ANACOM considera que o MEO falhou nas obrigações estabelecidas pelo contrato de serviço público assinado com o Estado em 2014. Fruto desta avaliação, a ANACOM propôs ao Governo uma multa de 955 mil euros. A proposta de multa foi originalmente apresentada no início de 2016, mas só na sexta-feira passada é que o operador de telecomunicações foi notificado. Fonte do MEO diz que o processo está a ser analisado.
Fonte: Público

Apple está a desenvolver a sua própria unidade gráfica para o iPhone: Atualment as GPU dos dispositivos móveis da Apple são desenvolvidas pela empresa britânica Imagination Technologies. Esta mesma empresa emitiu um comunicado no qual diz que a Apple vai deixar de licenciar as GPU da empresa no espaço de dois anos pois está a desenvolver as suas próprias unidades gráficas. A Imagination Technologies revelou também que já pediu à Apple mais detalhes sobre os seus planos, pois acredita que seria extremamente difícil a marca da maçã desenvolver uma GPU móvel sem violar a sua propriedade intelectual. A Apple ainda não comentou.
Fonte: The Verge

Marca de periféricos Mad Catz declarou falência: A Mad Catz é uma reconhecida fabricante de ratos, teclados e comandos dedicados para videojogos. No dia 30 de março a empresa declarou bancarrota e desde então está a vender os seus bens para pagar aos credores. Uma forte aposta no jogo Rock Band 4 lançado em 2015 terá sido um momento de definição para a empresa – o jogo acabou por vender menos do que o esperado, o que colocou a Mad Catz numa situação financeira difícil.
Fonte: Polygon

Google diz que problemas de anúncios do YouTube é “muito, muito pequeno”: A plataforma de vídeos da Google está a viver uma fase conturbada depois de várias marcas terem decidido cancelar as suas campanhas publicitárias. Em causa estava o facto de os seus anúncios aparecerem em vídeos que continham discurso de ódio. O diretor de negócios da Google, Philipp Schindler, falou sobre o caso e diz que é um problema de proporções bastante reduzidas. O executivo passou ainda uma mensagem de confiança, ao garantir que o YouTube consegue atualmente identificar cinco vezes mais vídeos com linguagem de ódio do que conseguia anteriormente.
Fonte: Recode

Sem mais artigos