No dia 9 de fevereiro de 2009 o Facebook fez uma das suas jogadas mais inteligentes até à data: lançou o botão Like, um mecanismo de interação positiva e muito simples para os utilizadores. Viu uma publicação que lhe agradou? Então faça Like. Viu uma foto espetacular? Então faça Like. Este esforço mínimo de interação tornou o Like numa das mais importantes ferramentas de interação social em todo o mundo. O número de Likes que uma publicação tem ou não pode até definir a ideia que uma pessoa vai estabelecer relativamente aos conteúdos. Ao fim de sete anos o Like deixou de ser suficiente e o Facebook trouxe as Reactions, interações igualmente simples de executar, mas mais diversificadas na mensagem que passam. Como já vem sendo hábito, se uma nova funcionalidade resulta bem no Facebook então é uma questão de tempo até que chegue ao Messenger – é justamente o que vai acontecer com as Reactions. Mas sendo o Messenger mais ligado ao domínio da comunicação privada e onde os emoji e stickers já têm grande predominância, será que as Reactions terão aí uma boa aceitação?

Bom domingo.

Empresa desaconselha utilização de autocolantes na Nintendo Switch: A dbrand é uma empresa conhecida por disponibilizar vinis e autocolantes que podem ser aplicados a diferentes objetos para lhes dar uma maior personalização. Mas no caso da Nintendo Switch a dbrand aconselha os utilizadores a não recorrerem para já aos produtos que estão disponíveis: diz a empresa que isso afetará os materiais de construção da Switch quando o utilizador decidir remover o vinil ou os autocolantes.
Fonte: The Verge




NASA obrigada a fazer manobra de emergência na sonda MAVEN: Se nada tivesse feito, a NASA ia perder o satélite que está a orbitar o planeta vermelho. Isto porque a órbita da sonda MAVEN e a da lua marciana Fobos iam cruzar-se amanhã, dia 6 de março, resultando num impacto. A NASA utilizou os propulsores da sonda para movê-la apenas o suficiente para evitar a colisão e sem se desviar muito da sua órbita tradicional.
Fonte: Engadget

Barack Obama terá ordenado ataques informáticos contra a Coreia de Norte em 2014: Os contínuos testes de novos mísseis por parte da Coreia do Norte têm deixado muitos países desconfortáveis ao longo dos últimos anos. Agora é revelado que o antigo presidente dos EUA, Barack Obama, terá ordenado uma ofensiva militar contra a Coreia do Norte exclusivamente através de meios informáticos. O objetivo era penetrar os sistemas do país asiático por forma a sabotar os testes dos seus mísseis. Depois da ordem presidencial, a taxa de insucesso dos testes norte-coreanos aumentou, mas não há provas concretas de que esteja relacionada com a intervenção americana.
Fonte: The New York Times

Facebook está a testar reações no Messenger: Depois de 300 milhões de reações no seu primeiro ano de existência no Facebook, a tecnológica quer trazer esta funcionalidade também para o Messenger. As reações na plataforma de messaging já estão a ser testadas, havendo inclusive um botão de ‘dislike’. O objetivo é que os utilizadores possam associar reações às diferentes mensagens que lhes são enviadas. Numa conversa de grupo, por exemplo, as mensagens vão também mostrar o número de reações que já conseguiram ‘amealhar’.
Fonte: TechCrunch

Beam lança atualização para tornar streams mais interativos: A interatividade entre a audiência e os produtores de conteúdos é o elemento que distingue o Beam do Twitch. Agora a Microsoft anunciou novas funcionalidades para a ferramenta de live stream. Os streamers vão poder definir e editar de forma mais rápida o que fazem os botões interativos da sua transmissão e a partir deste mês vão poder também dividir a audiência por grupos – o grupo A terá um determinado conjunto de botões interativos, enquanto o grupo B terá botões diferentes. O objetivo é permitir uma maior aproximação e integração das audiências.
Fonte: Business Insider