O pior cenário confirmou-se: o Google Assistant vai por agora ser um exclusivo dos smartphones Pixel. A conclusão foi tirada do facto de a versão Android 7.1 não incluir o assistente digital por definição. Em parte a decisão faz sentido pois a Google dá assim aos consumidores mais uma razão para olharem para o Pixel e não para outros equipamentos que estão no mercado. Por outro lado começa mal a promessa de querer criar um Google para todos os utilizadores pois este processo de exclusividade vai atrasar um pouco o início dessa realidade. À medida que outros assistentes vão ficando mais omnipresentes – Siri, Cortana e agora até a Viv -, seria de esperar uma maior agressividade por parte da Google na distribuição do Assistant.

Boa sexta-feira.

Governo cria Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica: Durante o Conselho de Ministros de ontem, 6 de outubro, o Governo aprovou a criação de uma nova divisão da Polícia Judiciária que vai combater o cibercrime. A unidade, conhecida como UNC3T, tem como objetivo “alcançar a necessária resposta estrutural, preventiva e repressiva ao fenómeno do cibercrime e do ciberterrorismo”.
Fonte: Público




Snapchat estará a preparar a entrada na bolsa de valores: O anúncio dos Spectacles e a reconversão da empresa para Snap Inc. terão sido passos que a empresa quis dar antes de começar a trabalhar numa Oferta Pública Inicial (IPO na sigla em inglês). A entrada na bolsa pode valorizar o Snapchat em 25 mil milhões de dólares, mas ao mesmo tempo colocaria a tecnológica sobre uma maior pressão relativamente ao resultado dos seus produtos.
Fonte: Huffington Post

Google Assistant por agora vai ser um exclusivo do Pixel: A Google anunciou um novo smartphone esta semana que tem um assistente digital como elemento diferenciador. O novo smartphone vem equipado com o Android 7.1 ‘Nougat’ e houve uma associação de que qualaquer smartphone que tivesse essa versão do sistema operativo teria também acesso ao Google Assistant. O acesso aos ficheiros do sistema operativo mostram que isso não é verdade e que o Pixel será por agora a única casa do Google Assistant.
Fonte: Android Police

Facebook estará a tentar trazer internet gratuita para os EUA: O polémico plano Free Basics que permite que pessoas desfavorecidas tenham acesso à internet de forma gratuita pode estar a caminho dos EUA. O Facebook estará há meses a negociar essa hipótese com a Casa Branca, mas o plano ainda não avançou devido aos mesmos motivos que têm causado problemas noutros países como na Índia: o Free Basics coloca em causa os princípios da neutralidade da internet, o que tem gerado um extenso debate sobre os prós e contras da iniciativa.
Fonte: The Washington Post




Google cancelou projeto de braços robóticos: A divisão de robótica da empresa estava a desenvolver braços mecânicos destinados a unidades fabris e que tinham como vantagem a integração de elementos de inteligência artificial que permitiam aprendizagem autónoma. A Google acabou por descontinuar o projeto no final de 2015 por considerar que este produto não passava o teste ‘da escova de dentes’, isto é, não mostrava condições de poder ser usado por milhões de pessoas numa base diária.
Fonte: Bloomberg

Samsung prevê forte crescimento apesar dos problemas com o Galaxy Note 7: A tecnológica sul-coreana publicou as suas estimativas para o resultado financeiro do terceiro trimestre e as previsões são animadoras. A Samsung deve aumentar em quase quatro mil milhões de dólares os seus lucros, para um total de sete mil milhões de dólares. Já as receitas deverão situar-se nos 44 mil milhões de dólares. Números fortes e que contrastam com algumas expectativas de que o trimestre podia trazer resultados menos positivos devido aos problemas do Galaxy Note 7.
Fonte: The Verge

Sem mais artigos