Pense numa aplicação de messaging. Diga o nome no qual pensou. Foi WhatsApp? Foi Facebook Messenger? Foi Viber? A probabilidade de ter sido um destes três é muito grande, pois concentram em si vários milhares de milhões de utilizadores. A probabilidade de ter sido um serviço da Google, como o Hangouts ou o Allo, é muito menor. Isso deve-se em parte à própria estratégia da tecnológica norte-americana que nunca soube atacar decentemente este mercado. Agora que a Google está a arrumar a casa com ideias mais claras, talvez seja tarde demais. Do lado do consumo, o Google Allo vai ter vida difícil na luta contra o WhatsApp. Do lado empresarial, o Slack já é o ‘menino bonito’ de muitas organizações. Esta atualização do Hangouts até pode ser positiva, mas chega tarde demais.

Boa sexta-feira.

Google está a preparar grande transformação para o Hangouts: Quando apresentou a Allo, a sua nova aplicação de messaging, a Google disse logo que o Hangouts continuaria a receber atenção, mas mais numa perspetiva empresarial. Agora a tecnológica de Mountain View revela o que realmente pretende fazer com o Hangouts. Na prática a empresa quer transformar o serviço num sério concorrente do Slack. Existirá integração com a suite de produtividade Google Docs, as conversas de grupo terão muitas mais funcionalidades e a ferramenta de vídeo será mais user friendly e menos exigente para o hardware dos dispositivos
Fonte: The Verge




Facebook Messenger também recebe clone do Snapchat: A rede social está a tentar abafar o Snapchat de todas as formas que consegue. Depois do Facebook, do Instagram e do WhatsApp, chegou a vez do Facebook Messenger receber uma funcionalidade semelhante às Snapchat Stories. Neste caso recebeu a denominação de Messenger Day e os utilizadores vão ter à sua disposição um grande número de autocolantes para personalizar as imagens.
Fonte: The Next Web

Twitter vai alertar utilizadores para a linguagem de determinados perfis: Ao longo dos últimos anos o Twitter tem sido criticado por não conseguir lidar convenientemente com os utilizadores que fazem uso de linguagem abusiva na plataforma. Agora a tecnológica está a testar uma medida mais dura e restritiva: em vez de identificar apenas potenciais mensagens como abusivas, esta identificação está a ser aplicada a perfis inteiros. Quer isto dizer que se o utilizador não tiver selecionado nas opções a indicação para ver conteúdos impróprios, poderá passar a encontrar perfis totalmente em cinzento e que só serão ‘desbloqueados’ após uma validação.
Fonte: Mashable

Nova saga episódica da Telltale chega na primavera: Dentro de algumas semanas a Telltale Games vai lançar um videojogo centrado na saga Guardians of the Galaxy. O estúdio já confirmou que a primeira temporada terá cinco episódios e que vão ficar disponíveis durante a primavera, não tendo adiantado uma data em concreto para a sua comercialização. A Telltale já disse também que o jogo não vai ter qualquer ligação com a saga cinematográfica que tem estado em desenvolvimento.
Fonte: Polygon

Google revela rival do Surface Hub: Chama-se Jamboard e parece ser a abordagem da Google relativamente a um ecrã tátil de grandes dimensões e pensado para empresas. Enquanto o Surface Hub da Microsoft pode custar quase nove mil dólares, o Jamboard da Google vai situar-se nos cinco mil dólares. O ecrã do Jamboard tem 55 polegadas, resolução 4K e integra tecnologia de reconhecimento de escrita. A Google integrou ainda um sensor de imagem para sessões de videoconferência.
Fonte: TechCrunch