O caso da União Europeia contra a Apple – avaliado em 13 mil milhões de dólares – quase fez esquecer que há outros casos bicudos em desenvolvimento e que envolvem outras gigantes da tecnologia. A Google é uma delas. Depois de se ter ‘safado’ da investigação anticoncorrencial na área das pesquisas online, a empresa pode não ter tanta sorte com a investigação que está a ser feita ao sistema operativo Android. Um documento ao qual a Reuters teve acesso revela que é objetivo da UE pedir à Google que alguns dos seus serviços deixem de vir pré-instalados no seu próprio sistema operativo. A lógica percebe-se: tendo já alguns serviços instalados de origem, há uma menor probabilidade de o utilizador procurar serviços alternativos. A questão que se coloca é: deve mesmo uma empresa ser multada pelo seu próprio sucesso?

Bom domingo.

Amazon está a recrutar 400 pessoas para a divisão Alexa: A tecnológica norte-americana já tem mais de mil pessoas dedicadas ao desenvolvimento da coluna inteligente Echo e da assistente digital Alexa. Esse número está prestes a aumentar de forma considerável já que a Amazon está a recrutar 400 novos colaboradores para essa divisão. A gigante do comércio eletrónico está a recrutar gestores de produto, engenheiros de dados e especialistas em machine learning.
Fonte: Recode




Ninguém quer comprar as ferramentas roubadas da NSA: O grupo Shadow Brokers, conhecido por ter conseguido roubar algumas ferramentas de espionagem da Agência Nacional de Segurança Norte-Americana, publicou um artigo onde critica a falta de interesse no seu ‘material’. Atualmente o grupo apenas recebeu propostas equivalentes a mil dólares, quando o objetivo pretendido é de um milhão de dólares.
Fonte: Motherboard

União Europeia pode multar a Google por causa do Android: A UE quer que a Google pare de dar incentivos financeiros aos fabricantes parceiros para que as principais aplicações da empresa venham pré-instaladas no sistema operativo Android. Ao que tudo indica o organismo europeu considera esta uma prática anticoncorrencial e além de querer ver a tecnológica a recuar neste patamar, pode também estar a preparar uma multa que no máximo atingirá os 3,3 mil milhões de dólares.
Fonte: Reuters

Autocarros elétricos da Volvo ganham sistema de alerta em caso de perigo: Os veículos da marca sueca vão agora conseguir detetar peões e ciclistas, emitindo um sinal sonoro sempre que estiver em causa um possível acidente. O sistema torna-se mais agudo quando o perigo é iminente, emitindo também sinais visuais ao condutor. Esta ferramenta ajudará a contrastar com os baixos níveis de ruído gerados pelos veículos elétricos.
Fonte: Fast Company

Drone aprende sozinho a voar pela Estação Espacial Internacional: Os processos de aprendizagem automática na ISS são por norma ‘proibidos’ pois em caso de erro podem ser danificados materiais caros e cuja reparação pode demorar meses. Mas desta vez os investigadores a bordo conseguiram fazer com que um drone aprendesse sozinho a voar pelo módulo japonês da ISS. Além disso o drone conseguiu manter a sua trajetória recorrendo apenas a um sensor ótico, quando todo o processo de aprendizagem tinha sido feito com dois.
Fonte: Engadget