Muito antes da chegada do iPhone, já existiam dezenas de smartphones com sensores fotográficos integrados. O sensor de imagem do iPhone original nem sequer era nada de especial. Mas a conjugação de uma câmara com as restantes potencialidades de um smartphone – aplicações, ligação à internet, partilha através de redes sem fios – fizeram com que a fotografia ganhasse um lugar de destaque nestes equipamentos. Dez anos depois temos pessoas de todo o mundo a captarem fotografias incríveis não só com o smartphone da Apple, mas com outros smartphones que têm câmaras fotográficas de grande qualidade. Ao longo destes últimos dez anos os iPhone Photography Awards assumiram-se como uma espécie de World Press Photo para fotografia captada com o smartphone da Apple. Os resultados, que pode encontrá-los mais abaixo, são de encher o olho.

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Facebook atinge os dois mil milhões de utilizadores: Falhámos e por bastantes dias, mas era um marco histórico inevitável – a maior rede social do mundo tem agora dois mil milhões de utilizadores ativos mensais. O grande volume de utilizadores também resulta num grande volume de interações. Por exemplo, a tecnológica revelou que todos os dias 800 milhões de pessoas fazem um ‘Like’ na plataforma.
Fonte: Fast Company

Aplicação da Uber já foi descarregada um milhão de vezes em Portugal: A informação é partilhada numa nota de imprensa enviada pela empresa às redações e dá uma perspetiva da popularidade que o sistema atingiu no mercado português. A tecnológica revelou ainda que tem 3.000 motoristas registados na sua plataforma.
Fonte: Eco

Já são conhecidas as melhores fotografias captadas com um iPhone: Os iPhone Photography Awards celebraram este ano a sua décima edição e o formato do concurso recebeu milhares de candidaturas de iphonógrafos de 140 países. Sebastian Tomada, dos EUA, foi o grande vencedor com uma fotografia que mostra duas crianças no Iraque não muito longe de um poço de petróleo dominado pelo Daesh. A lista completa de vencedores e as suas respetivas fotografias podem ser consultadas no site dos IPP Awards.
Fonte: PetaPixel / IPP Awards

Greenpeace critica falta de reparabilidade nos smartphones mais modernos: As tecnológicas têm evoluído na qualidade dos equipamentos que apresentam aos consumidores, mas nem sempre essa qualidade se traduz em boas políticas ambientais. É isso mesmo que diz a Greenpeace num relatório elaborado com a empresa iFixit. Olhando para os principais smartphones do mercado, o Galaxy S7 e o S7 Edge são os equipamentos com piores índices de reparabilidade, conseguindo três pontos em dez possíveis.
Fonte: Engadget

Asus vai lançar placas gráficas dedicadas para a mineração de criptomoedas: As unidades gráficas de processamento (GPU) tornaram-se bastante populares junto da comunidade de pessoas que produzem bitcoins e outras criptomoedas. Apesar do maior poder de processamento, as GPU nunca foram pensadas para aguentar grandes ciclos de processamento. É por isso que agora a Nvidia e a AMD vão lançar versões dedicadas das suas GPU a pensar na mineração de criptomoedas. A informação não veio das duas tecnológicas, mas antes da Asus que revelou no seu site duas placas gráficas baseadas na arquitetura da AMD e da Nvidia.
Fonte: CNBC

Neste dia, no ano passado, foi assim: O Google Earth está melhor do que nunca e Minecraft vai chegar ao cinema em 2019

Sem mais artigos