Aparentemente o fundador da Kaspersky não está satisfeito com a Microsoft, acusando a gigante norte-americana de ser desleal na concorrência. A acusação é relativa à utilização de antivírus no sistema operativo Windows 10. Numa publicação no seu site, Eugene Kaspersky detalha uma lista de razões pelas quais considera as práticas da Microsoft como anticoncorrenciais. No fundo o fundador daquele que é um dos mais conhecidos antivírus do mundo acredita que a Microsoft está a tentar ganhar expressão impondo as suas próprias ferramentas. O caso agora poderá demorar anos até ser decidido, mas a Microsoft já tem o currículo manchado na União Europeia por práticas anticoncorrenciais e atualmente na Rússia está a sofrer pressão do governo em vigor.

Boa segunda-feira.

Hoje é dia de Super Lua, a maior dos últimos 68 anos: A partir das 17:49, hora de Lisboa, vale a pena estar atento ao céu. A Lua vai estar mais próxima do planeta Terra, na menor distância entre os dois corpos celestes desde 1948. O satélite natural vai parecer 14% maior e 30% mais brilhante. A próxima Super Lua com características semelhantes só voltará a surgir em 2034.
Fonte: Engadget




Facebook reage às críticas das notícias falsas: Nos últimos dias a rede social tem estado sob pressão, sendo acusada de ter deixado propagar notícias falsas que na opinião de alguns utilizadores, foram cruciais para a eleição do novo presidente dos EUA. Mark Zuckerberg rejeita por completo esta teoria, dizendo que 99% dos conteúdos que existem no Facebook são verdadeiros.
Fonte: The New York Times

Aplicação Secret vai regressar: A aplicação foi lançada em janeiro de 2014 e chegou a ganhar alguma tração pelo posicionamento diferente relativamente a outros serviços sociais. A Secret permitia que os utilizadores publicassem desabafos, de forma anónima. A aplicação seria encerrada em 2015 devido a alguma falta de interesse na app e também devido a algum criticismo relativamente à privacidade do sistema. Agora o seu criador, David Byttow, confirmou que a aplicação vai regressar.
Fonte: TechCrunch

Kaspersky acusa Microsoft de práticas anticoncorrenciais: A empresa de segurança informática Kaspersky apresentou formalmente uma queixa contra a Microsoft na União Europeia e na Rússia. Em causa estarão alegadas práticas anticoncorrenciais da Microsoft no Windows 10 relativamente a soluções de segurança informática. O diretor da Kaspersky, Eugene Kaspersky, diz por exemplo que durante o processo de atualização alguns antivírus são apagados do computador e considera que a ferramenta proprietária da Microsoft, o Defender, tem alertas demasiado chamativos.
Fonte: Ars Technica

Erro no Spotify estava a ‘matar’ discos SSD: Um problema no software do Spotify fazia com que a aplicação escrevesse gigabits de informação nos discos SSD dos computadores dos utilizadores. A questão é que nos discos SSD quantas mais vezes o disco for ‘reescrito’, menor será a sua duração de vida. Estima-se que este erro no Spotify possa ter custado alguns anos de esperança média de vida aos discos SSD de milhares de utilizadores. A tecnológica já emitiu uma correção para o problema.
Fonte: Ars Technica

Sem mais artigos