A Lyft é a grande concorrente da Uber, mas apenas nos EUA. Por este motivo podia não ter grande interesse os desenvolvimentos que a empresa tem assegurado. Acontece que a ascenção da Lyft nos últimos tempos é acompanhada de uma das fases mais turbulentas da Uber de sempre. Coincidência? Dificilmente. Acontece é que apesar de estar a assegurar parceiros de peso – Jaguar Land Rover, Waymo, NuTonomy, General Motors -, a Lyft continua sem apostar numa estratégia agressiva de expansão. Se havia momento que a empresa podia usar para contra-atacar a sua grande rival era este. Hoje a Uber deverá anunciar mais medidas de reestruturação interna e isso deverá voltar a colocar a tecnológica nos eixos. Terá sido esta uma oportunidade perdida para a Lyft?

Siga o Future Behind: Facebook | Twitter | Instagram

Carregamento de carros elétricos passa a ser pago em julho: O carregamento de veículos elétricos nos postos de carregamento rápido vai deixar de ser gratuito no final deste mês. Atualmente existem 37 postos desta tipologia espalhados pelo país. O valor do preço para o carregamento ainda não está fechado, mas o Ministério do Ambiente estima que o custo deverá rondar os dois euros e meio por cada 100 quilómetros.
Fonte: TSF

Jaguar Land Rover e Lyft fazem parceria: O fabricante britânico de automóveis investiu 25 milhões de dólares na Lyft, com o objetivo de testar os seus veículos autónomos na frota da empresa de serviços de mobilidade. Do lado da Lyft a vantagem está na recolha de mais um investimento, desta feita de um grupo que é mundialmente conhecido. Não é certo quantos veículos a Jaguar Land Rover vai fornecer à Lyft, mas esta é mais uma parceria que a empresa norte-americana consegue num curto espaço de tempo, depois de também ter firmado um acordo de cooperação com a Waymo e com a NuTonomy.
Fonte: TechCrunch

Logitech lança tapete de rato com carregamento por indução: Chama-se Powerplay e é o novo produto da Logitech, marca conhecida pelos seus periféricos para computador. Este tapete de rato tem como elemento diferenciador o facto de integrar uma tecnologia de carregamento sem fios proprietária, pois a Logitech disse que se tivesse optado pelo standard Qi não teria conseguido criar uma superfície com 27,5 por 32 centímetros. O tapete vai custar perto de 100 euros quando for lançado em junho e numa fase inicial apenas vai ser compatível com os ratos G903 e G703, também dois novos modelos anunciados pela empresa.
Fonte: The Verge

Google atualiza informação sobre até quando vai suportar oficialmente os seus smartphones: A tecnológica confirmou que o seu mais recente dispositivo móvel, o Google Pixel, vai receber atualizações do Android até outubro de 2018 e atualizações de segurança até outubro de 2019. Já o suporte de atualizações Android para o Nexus 6P e Nexus 5X termina já em setembro deste ano. Pode consultar os restantes prazos de atualização na página oficial da Google.
Fonte: 9to5Google

Comando da Xbox original vai ser refeito para os novos sistemas de jogo: A Microsoft sempre teve um grande orgulho nos controladores das suas consolas e isso fica ainda mais visível após o anúncio feito ontem: o comando da Xbox original vai voltar. O comando vai reter as mesmas linhas visuais, mas vai sofrer uma reconfiguração tecnológica para ser compatível com a Xbox One e com os computadores Windows 10. O periférico vai ficar disponível no final do ano.
Fonte: Gizmodo

Neste dia, no ano passado, foi assim: Android Wear 2.0 deixa de fora vários relógios e WhatsApp recebe funcionalidade preciosa

Sem mais artigos