A Magic Leap é uma das poucas empresas no mundo que já recebeu um investimento de 1,4 mil milhões de dólares e ainda não mostrou publica e claramente o que está a fazer. Sabe-se que é no segmento da realidade aumentada e tudo o que tinha sido escrito até aqui era definido como revolucionário. Esta semana surgiu uma vaga de trabalho na empresa que dava a entender que em breve o produto começaria a ser testado no ‘mundo real’, mas parece que afinal esses relatos não estavam assim tão certos. A publicação The Information fez uma reportagem que é um verdadeiro balde de água fria para o entusiasmo que se vivia em torno da empresa. Na prática a reportagem diz que a Magic Leap está ainda a muitos anos de conseguir colocar no mercado o seu melhor produto. Talvez este seja o ponto de viragem para a empresa. A pressão, muito provavelmente, vai começar a aumentar. Os investidores vão querer ver resultados. Ainda por cima há indícios de que um dos vídeos mostrados pela empresa não era verdadeiro, mas sim todo gerado por computador.

Boa sexta-feira.

Spotify terá desistido de comprar o SoundCloud: O negócio que parecia inevitável no mundo da música digital afinal já não vai acontecer. As empresas terão negociado durante meses, mas o Spotify terá preferido afastar-se do cenário de aquisição. A empresa sueca está alegadamente a preparar a entrada na bolsa de valores em 2017 e temia que o acordo com o SoundCloud pudesse trazer algumas preocupações, como a necessidade de negociar novos licenciamentos.
Fonte: TechCrunch




Magic Leap poderá estar atrasada no desenvolvimento do seu produto: Na semana em que surgiu um rumor que apontava para a possibilidade de a Magic Leap começar a testar o seu produto em cenários reais, eis que uma nova reportagem fala numa dura realidade para a empresa. O desenvolvimento da tecnologia ‘revolucionária’ da Magic Leap estará muito mais atrasada do que seria suposto e o único dispositivo que a empresa tem atualmente a funcionar no segmento da realidade aumentada está tecnicamente atrás dos Microsoft HoloLens.
Fonte: The Information

Twitter cometeu erro e eliminou @ das respostas: A rede social estaria a testar uma nova funcionalidade para as respostas na plataforma e removeu o símbolo @ das referências dos nomes. Rapidamente esta atualização foi desfeita, com o Twitter a dizer que recebeu feedback valioso dos seus utilizadores. Estará a empresa a arranjar uma nova forma de ‘esticar’ os 140 caracteres?
Fonte: The Verge

Política, desporto e Pokémon GO dominaram o Facebook: A maior rede social do mundo publicou aqueles que foram os dez temas mais falados na plataforma ao longo do ano. Existem várias referências políticas, como o Brexit ou as eleições presidenciais norte-americanas. Os Jogos Olímpicos também conseguiram um lugar de destaque e sem surpresa, o jogo sensação Pokémon GO conseguiu o terceiro posto nesta lista. Candace Payne, com o vídeo Chewbacca Mom, foi o mais visto do ano.
Fonte: Engadget

Google disponibiliza ferramentas de acesso ao Google Assistant: O assistente inteligente que marca presença no serviço Allo, no smartphone Pixel e na coluna Home vai em breve ficar mais poderoso. A Google disponibilizou ferramentas que permitem aos programadores integrar os seus serviços e usar o Google Assistant como uma forma de interação com os utilizadores. Por agora só estão disponíveis as Ações por Conversação, que funcionarão mais numa vertente de apoio ao cliente.
Fonte: Cnet